Fisioterapia – Conheça a terapia por ondas de choque

Coluna da fisioterapeuta, Roberta Bueno, especialista em Fisioterapia Esportiva (Recovery, registrada no Crefito 45972) e também mãe do piloto Pepê Bueno. Com vasta experiência no trabalho de recuperação seja de pilotos profissionais ou amadores e entende que as lesões fazem parte da vida de quem pratica esportes. Conheça a terapia por ondas de choque, também conhecida como “martelinho de ouro”, confira!

* texto: Roberta Bueno
Instagram: @robbuenoo
WhatsApp: 41 9907-0302

A terapia por ondas de choque é um dispositivo multidisciplinar usado em ortopedia, fisioterapia, medicina esportiva, estética, entre outros. Seus principais efeitos são o rápido alívio da dor e restauração da mobilidade. Sendo um procedimento não cirúrgico, sem necessidade de analgésicos e ideal para acelerar a recuperação e cura de várias indicações de dor aguda ou crônica.

As ondas emitidas pelo equipamento no local do tratamento são capazes de:

* Reduzir a inflamação no local: que permite aliviar o inchaço e a dor local;
* Estimular a formação de novos vasos sanguíneos: facilita a reparação da lesão, pois aumenta a quantidade de sangue e oxigênio na região;
* Aumentar a produção de colágeno: que é importante para manter a reparação de músculos, ossos e tendões.

Como funciona
A terapia por ondas de choque conta com modalidades de tratamentos para reabilitação com ondas de choque acústicas de alta energia que são transportadas até os tecidos musculoesqueléticos, indicadas para terapias biomecânicas, pontos-gatilhos miofasciais, desordens das inserções tendíneas, ativação dos músculos e do tecido conjuntivo, e também para estimulação dos pontos de acupuntura.

Na maioria dos casos são necessárias 3 a 10 sessões de 5 a 20 minutos para acabar completamente com a dor e reparar a lesão e a pessoa pode voltar para casa logo após o tratamento, sem serem necessários cuidados especiais.

Quando não é indicado
O tratamento de fisioterapia com ondas de choque é considerado bastante seguro e, por isso, não existem contraindicações. No entanto, é importante que essa terapia seja realizada por um profissional capacitado, pois assim é possível garantir que o equipamento esteja calibrado e sendo aplicada a frequência de corrente adequada ao tipo de tratamento.

É recomendado também que a terapia por ondas de choque não seja realizado por cima de locais como os pulmões, olhos ou cérebro. Além disso também deve ser evitado na região da barriga em grávidas ou por cima de locais com câncer, uma vez que pode estimular o crescimento do tumor.