Adrien Metge vence etapa dupla da Copa EFX de Enduro 2015

Copa EFX de Enduro
Adrien Metge, vencedor da categoria Elite na quinta etapa – Crédito: Maurício Arruda / PubliX

 

Missão cumprida para os pilotos que disputaram a etapa dupla da Copa EFX de Enduro neste fim de semana, 26 e 27, dentro da Fazenda ASW Off-Road Park, em Mogi das Cruzes, São Paulo. Nos dois dias os participantes enfrentaram um solo encharcado na largada, mas no domingo, 27, o sol resolveu dar as caras no final, o que, a essa altura, não facilitou muita coisa. Adrien Metge voltou a vencer na Elite, é líder e está mais próximo do título. A disputa valeu também pela nona e décima etapas do Brasileiro de Enduro FIM.

Para o francês, a rodada mudou os rumos na competição. Para quem vinha em uma dura disputa pela liderança, a quarta e quinta etapas fizeram uma enorme diferença.

– A prova de hoje foi boa, bem técnica. Com essa chuva, o terreno degradou muito. Foram quase cinco voltas ontem e quase quatro hoje. Eu gostei. Fiquei bem próximo do título. Agora vamos focar no futuro e continuar o rali que ainda tem etapas pela frente – planejou o francês que disputa a segunda temporada no Brasil.

Já o líder anterior da Elite, Rômulo Bottrel, teve um dia bastante difícil. Com a perna lesionada fez décimo no primeiro dia, e no segundo dia sofreu uma queda e decidiu abandonar. A segunda colocação foi do norte-americano Ian Blythe, nos dois dias.

Bruno Crivilin voltou a se sair bem e venceu a Júnior. O líder do campeonato Vinícius Calafati sofreu uma lesão no joelho e teve que deixar a disputa. Com isso, o caminho ficou livre para os adversários se aproximarem na classificação. Vinícius Lopes da Silva ficou com o segundo posto e Ronaldi Santi, que briga também pelo título, foi o terceiro.

Na E1, a vitória foi de Diego Colett e na E2 de Ruan Marra, depois de forte disputa com Maurício Rizzon.

– A prova de hoje foi muito bacana, apesar do terreno molhado e difícil de andar, especialmente para mim que ando com uma 450cc. Foi uma etapa completa aqui em Mogi, que eu gosto bastante, com uma pista de motocross boa. A especial de Enduro Teste aqui dentro da fazenda foi show, com muitas cavas e um bom terreno. A especial de enduro na mata foi muito rápida e lisa. Para mim foi muito bom e acabei levando o primeiro lugar – avaliou Marra.

A E3 teve como destaque Luiz Felipe Barra Braga. Na E4, Bruno Martins terminou na frente, após uma excelente corrida.

– Gostei bastante da prova. Estava bem difícil. Mas tentei me concentrar para manter um ritmo bom e ataquei o máximo que eu pude para o ter um bom resultado. Acho que a chuva atrapalhou um pouco, é algo que não se pode evitar, mas a sinalização foi muito boa e a organização está de parabéns – disse Martins.

Na Over 35, o mineiro Dário Júlio cumpriu com louvor todo o trajeto e venceu com uma excelente vantagem, de seis minutos, sobre Rodolfo Ripamonti.

– Foi bem legal. Dois dias de muita lama, que apimentaram ainda mais a prova. As especiais ficaram bem escorregadias. Mantive a calma e diminuí bastante o ritmo para não cair. O importante numa prova como essa é não cair, completar todas as especiais e ir somando o mínimo de tempo possível. Assim eu fiz e consegui vencer os dois dias. Estou feliz, liderando a EFX. Não estou participando do Brasileiro de Enduro FIM porque corro o Brasileiro de Cross Country, mas valeu a experiência de correr uma etapa com os pilotos do Brasileiro de Enduro – apontou Júlio.

Evandro Bovetti faturou a Over 45, Guilherme Ambrósio Medeiros a E5, José Monteiro a E6, Flávio Yatsugafu a E7, Gilson Fernandes a E8 e Janaína Souza a categoria Feminina. Com isso, a piloto conquistou antecipadamente o tricampeonato na EFX e o título do Brasileiro, na estreia da classe no circuito nacional.

– Sou a primeira campeã brasileira da categoria Feminina e tricampeã da EFX. Acho que a etapa foi muito bacana, com um nível muito alto. A equipe do Adrenatrilha não mediu esforços e levantou uma boa prova. A chuva aumentou a dificuldade, estava bem liso, bem técnico e tive que tomar cuidado para não cair, mas andei bem e procurei manter o ritmo. Foi ótimo, pois também teve recorde de meninas. Foram 12 inscritas e fico muito feliz por isso. É bom para a categoria – disse Janaína.

Na disputa por equipes, a Orange BH KTM Racing levou a melhor com os resultados de Ian Blyte, Rigor Rico e Bruno Crivilin. O Zanol Team Rinald ASW, com Vinícius Musa, Bruno Martins, Júlio César Ferreira, terminou em segundo, e a Motofield, com Júlio ‘Bissinho’ Zavatti, Ronald Santi e Renan Bueno, em terceiro.

 

Resultados da quinta etapa

Elite
1. Adrien Metge 0:51:26.93
2. Ian Blythe 0:52:03.90
3. Gustavo Pellin 0:56:26.33
4. Loandro Roger Anton 0:56:45.71
5. Rígor Rico 0:56:56.01

Júnior
1. Bruno Crivilin 0:54:08.62
2. Vinicius Luis Lopes da Silva 0:58:45.93
3. Ronald Santi 1:00:13.37
4. Renato Hermann dos Santos 1:02:48.22
5. Riago Dilan de Oliveira 1:19:24.74

Enduro 1
1. Diego Baesso Colett 0:58:11.53
2. Felipe Rogerio Carlette 1:00:52.37
3. Renan Bueno da Silva Filho 1:03:57.09
4. Anderson Cardoso Vieira 1:04:53.50
5. Rafael Toaldo 1:08:26.33

Enduro 2
1. Ruan Marra Pires 1:05:00.64
2. Mauricio Rizzon 1:05:46.50
3. Alexandre B. Pejon 1:11:08.10
4. Valdimir Leite (Miro) 1:18:34.76

Enduro 3
1. Luiz Felipe Braga Bastos 0:59:44.21
2. Otavio Augusto Carradori 1:02:10.53
3. Rodrigo Rivello 1:16:05.01

Enduro 4
1. Bruno Batista Martins 0:58:54.67
2. Victor Camargo Miranda 1:03:51.19
3. Fabricio Theiss 1:06:51.94
4. Vitor Martins Menino 1:15:33.75
5. Otavio Germinari 6:52:16.42

Over 35
1. Dário Júlio, 1:04:29.45
2. Rodolfo Ripamonti, 1:10:51.66
3. Eurico Borgonovi, 1:24:05.28
4. André Ferreira, 1:36:18.21
5. Mauricio Ghiraldelli, 2:31:35.18

Over 45
1. Evandro Bozetti 1:08:26.64
2. José Alexandre Tommaso 1:10:26.13
3. Alencar Krefta 1:10:28.50
4. Jose Ricardo de Castro 1:12:56.01
5. Jean Pierre Buttazzi Junior 1:14:05.33

Enduro 5
1. Guilherme Ambrosio Medeiros 1:09:16.64
2. Breno de Almeida Rezende 1:10:06.60
3. Rodrigo Matavelli Pagano 1:11:12.79
4. Thyago Silva Correa da Rocha 1:12:30.48
5. Gabriel Mattos 1:19:01.15

Enduro 6
1. José Monteiro 1:05:22.24
2. Thiago Peralva Procópio Valle 1:10:58.69
3. Thiago Ribeiro Odashima 1:21:46.42
4. Marcio Noel da Costa 2:01:30.52
5. Luiz Fernando Cler Pinheiro 7:10:00.00

Enduro 7
1. Flavio Yatsugafu 1:22:09.55
2. Leonardo Matuno Malagutti 6:12:39.75
3. Alberto Piva Santos 6:29:58.56

Enduro 8
1. Gilson Fernandes 1:16:18.07
2. Edmilson Junior 1:17:38.28
3. Marcos Adriano Ferreira 1:20:31.20
4. Murilo Silveira Rodrigues 1:26:29.08
5. Thiago Soares da Silva 1:28:51.86

Feminina
1. Janaina Souza 1:22:12.79
2. Tainá Aguiar 1:30:22.51
3. Tatiane Szczerepa 1:30:22.51
4. Lilian Chagas 3:31:09.59
5. Vivian de Souza Noronha 3:35:36.69