Espanha volta a receber uma etapa de Mundial de Motocross neste fim de semana

Mundial de Motocross na Espanha ao vivo
Largada do Mundial de Motocross em Valkenswaard – Foto: Youthstream

 

* Texto atualizado às 15h30 deste sábado

Depois de dois anos, a Espanha volta a integrar o calendário do Mundial de Motocross. Já está tudo pronto para sétima etapa, no clássico circuito de Talavera de la Reina.

Com uma mistura de argila e areia fofa, subidas e belos saltos, a pista é um dos três circuitos deste ano que não sediaram nenhuma etapa do Mundial de Motocross na última década. Neste final de semana, 10 e 11, nenhum piloto terá vantagem por conhecer a pista, o que significa que não há favoritos e o resultado da corrida poderá ser inusitado.

Junto com a sétima etapa do Mundial de Motocross, acontece também em Tavalera de la Reina – localizada há aproximadamente 130 quilômetros ao sul da capital Madri – a segunda etapa dos campeonatos europeus de 250 e 300 cilindradas dois-tempos. E será um dia especialmente particular para o vencedor da primeira etapa da EMX250, o espanhol da equipe Bud Racing Kawasaki, Jorge Zaragoza, que quer provar para os seus compatriotas que ele é o futuro da nação espanhola na MX2 e MXGP do Mundial de Motocross.

 

:: Como acompanhar o GP da Espanha

>>> Acesse a página de eventos ao vivo do BRMX

A Bandsports transmite na televisão brasileira todas as etapas do Mundial. A emissora, porém, ainda não divulgou se neste domingo será ao vivo ou em VT.

Acompanhe abaixo a programação do evento para domingo, 11, no horário brasileiro.

MX2 Race 1 – 8h
MXGP Race 1 – 9h
MX2 Race 2 – 11h
MXGP Race 2 – 12h

 

Horebeek, uma ameaça?

VanHorebeek_MXGP_6_NL_2014
Piloto da Yamaha tem sido consistente – Foto: Youthstream

 

A cada rodada da MXGP, o piloto da Red Bull KTM, Antonio Cairoli, vem firmando seu favoritismo ao título. Embora ele não esteja tão dominante quanto seu companheiro de equipe Jeffrey Herlings da MX2, é definitivamente a aposta fácil para a MXGP, com apenas Jeremy van Horebeek, da Yamaha, mostrando o mesmo tipo de consistência.

Horebeek é, notadamente, o piloto que mais se aperfeiçoou este ano na MXGP. Ele tem estado sempre entre os primeiros, esteve no pódio cinco vezes neste Mundial, e vem firmando seu nome no topo da lista como maior ameaça ao título de Cairoli.

Depois de começar o ano não muito bem, o piloto da equipe Rockstar Energy Suzuki, Kevin Strijbos, parece estar ganhando força. O veterano no Mundial terminou as últimas três etapas da MXGP com dois pódios, mostrando competitividade.

Nos últimos quatro anos, Clement Desalle, também da Rockstar Energy Suzuki, ficou duas vezes em segundo e duas vezes em terceiro no mundial. Embora tenha sido apontado na pré-temporada como ameaça mais provável para Cairoli, parece que ele ainda não deslanchou na temporada 2014. Apesar do momento, o vice-campeão mundial de 2013 ainda pode surpreender.

E, ainda não é oficial, mas talvez o piloto Gautier Paulin, da Monster Energy Kawasaki, possa correr neste fim de semana, mesmo depois te ter quebrado a clavícula e o polegar em um acidente em Valkenswaard, na etapa anterior.

 

Herlings mais humilde?

Herlings_MXGP_6_NL_2014
Holandês retomou a liderança da MX2 na semana passada – Foto: Youthstream

 

Jeffrey Herlings ficou fora do topo da tabela do campeonato metade desta temporada, e parece ter “ganhado” com isso uma atitude mais humilde este ano. Apesar da nova abordagem modesta, o jovem holandês mostrou para o mundo inteiro suas habilidades de pilotagem insana na areia há uma semana. Em Valkenswaard, ele emplacou a volta mais rápida do fim de semana, sendo TRÊS SEGUNDOS mais veloz que o piloto mais rápido da MXGP, Antonio Cairoli.

Para Jordi Tixier, companheiro de Herlings na KTM, tem sido um ano bagunçado, mas parece que agora finalmente as coisas começam a mudar para ele. O francês emplacou dois pódios consecutivos e está claramente determinado a manter essa mesma pegada para este fim de semana na Espanha.

O suíço Arnaud Tonus, da CLS Kawasaki Monster Energy, realmente não esperava bater Herlings na areia na semana passada, mas em terrenos diferentes ele já provou que pode definitivamente impor um bom ritmo e é mais que capaz de vencer. Não seria nenhum absurdo apostar nos saltos de Tonus neste fim de semana. Ele mantém viva a chance de levar o título da MX2.

Quem está de volta é o francês Christophe Charlier, da Yamaha, após se recuperar de uma fratura na perna ocorrida durante o GP da Tailândia, na segunda rodada do Mundial deste ano.

 

:: Foto-bônus

Girls_MXGP_6_NL_2014
Monster Girls – Foto: Youthstream