Dubya World Vet MX e Dubya World Vet MX of Nations

Foto: Divulgação

 

Acontece entre os dias 1 à 3 de novembro, a 35ª edição do Mundial de MX de veteranos na mundialmente famosa pista de Glen Helen, na Califórnia.

Pilotos de todos os continentes,  se reúnem para a tradicional prova que conta com categorias a partir de 25 anos de idade até a categoria 70 anos ou mais.

A cada ano o time do Brasil vem aumentando sua participação, este ano vários pilotos brasileiros  participarão do World Vet: Richard Berois, Fabio Aleixo, Luciano Farias, Fernando Fraga, Wellington Garcia, Rogério Schmitt, Anísio Clasen, Murilo França, Gilmar Meneghini, Rafael Knoll, Fernando Monguilhott, Everton Valério e Marcos Gerbi

Para 2019, a organização está incluindo o Nações de Motocross, cada país será representado por três pilotos sendo um na categoria 30+, um na categoria 40+ e um na categoria 50+ , correndo duas baterias todos juntos, porém em três largadas consecutivas. Vencer o time que marcar a menor pontuação combinada das duas baterias e dos 3 pilotos.

Tradicionalmente pilotos brasileiros têm participado do mundial ao longo dos anos, e muitos se sagraram campeões nas suas respectivas categorias.

Esse ano pilotos brasileiros irão participar do prestigiado evento,e como não poderia ser diferente o nosso país será representado no campeonato das Nações pelo seguinte time:

 

Piloto Wellington Garcia – Foto: Divulgação

 

Wellington Garcia #21 na categoria 30+, multicampeão Brasileiro de MX fará sua estreia no mundial e aumentará as chances de sucesso do team Brasil com sua capacidade e experiência.

 

Piloto Richard Berois – Foto: Divulgação

 

#9 na categoria 40+ , Diversas vezes campeão em Glen Helen, bem como no Sul-Brasileiro de MX conta com vasta experiência internacional além de sua excepcional garra e tenacidade que farão a diferença.

 

Piloto Fabio Aleixo – Foto: Divulgação

 

#51 na categoria 50+ , Atual vice campeão Brasileiro na MX5, Vem de uma excelente fase com vitórias do BRMX, além de vários títulos no Mundial de Veteranos de Glen Helen, completa o time com sua experiência e garra.

A expectativa é das melhores, pois o time está forte e bem treinado, com o objetivo de obter pódio na estreia de um evento que certamente se tornará tradição aos moldes do MXON profissional do qual o Team Brasil estará sempre presente.