Dakar 2019: equilíbrio marca a briga pelo título nos UTVs

Yamaha
A bordo do Can-Am Maverick X3, a dupla Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin acelera na sexta etapa do Rally Dakar 2019, no Peru

 

A sexta etapa do 41º Rally Dakar, disputada neste domingo, 13, entre Arequipa e San Juan de Marcona, no Peru, evidenciou o equilíbrio da briga pelo título dos UTVs na mais importante competição do calendário off-road internacional.

O certame registrou cinco líderes diferentes até agora, sendo que a dupla atual campeã Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy Can-Am, foi a única que permaneceu na ponta em duas etapas seguidas.

Os brasileiros ocupam o terceiro lugar do ranking, de acordo com os resultados extraoficiais, sendo que outro grande destaque da classe é o UTV Can-Am Maverick X3, veículo dos 10 mais rápidos da tabela.

Varela e Gugelmin concluíram a jornada deste domingo na sétima posição.

Na classificação geral, estão a 32min36seg dos líderes, os espanhóis Gerard Farres Guell e Daniel Carreras.

A etapa concluída em San Juan de Marcona teve um percurso de 387 quilômetros, sendo 323 deles de especiais (trechos cronometrados).

– Estávamos indo muito bem até o final da especial, na liderança, mas cometi um erro de navegação e acabamos perdendo mais meia hora no percurso – lamentou o navegador Gustavo Gugelmin.

– Foi uma pena, porque “remamos” bastante e chegamos muito perto da liderança, mas na sétima etapa vamos acelerar ainda mais para retomar o nosso lugar na ponta da tabela – completou, confiante.

O terreno que mesclava dunas e pedras, da mesma região pela qual os competidores passaram no terceiro dia de prova, de fato, exigiu muita navegação.

– Passamos por alguns trechos comuns ao roteiro das motos, o qual era diferente, então foi preciso ainda mais cuidado para não errar o caminho – explicou Gugelmin.

O catarinense ressaltou o ótimo desempenho do UTV Can-Am Maverick X3.

– É um veículo extremamente resistente, passou por todos os desafios até aqui. Vamos fazer uma revisão, apenas, para a próxima etapa.

O 41º Rally Dakar, disputado integralmente em território peruano, conta com 10 etapas e mais de 5 mil quilômetros no total (cerca de três mil quilômetros de especiais).

A prova será encerrada no dia 17 de janeiro, em Lima, no Peru.

Além de UTVs, a competição, que neste ano será disputada integralmente em território peruano, possui categorias para motos, carros, quadriciclos e caminhões.

 

Resultados da 6ª etapa (extraoficiais)

1 – #360 – Francisco Contardo / Álvaro Quintanilla (CHI) – 4:12:08 – Can-Am Maverick X3
2 – #358 – Farres Guel / Daniel Carreras (ESP) – 4:24:39 – Can-Am Maverick X3
3 – #343 – Casey Currie (EUA) / Rafael Córdoba (ESP) – 4:29:04 – Can-Am Maverick X3
4 – #344 – Sergei Kariakin (RUS) / Anton Vlasiuk (LET) – 4:29:39 – Can-Am Maverick X3
5 – #378 – Ricardo Porém / Jorge Monteiro (POR) – 4:50:07 – Can-Am Maverick X3

 

Classificação acumulada após seis etapas (resultados extraoficiais)

1 – #358 – Gerard Guel / Daniel Carreras (ESP) – 26:08:53 – Can-Am Maverick X3
2 – #344 – Sergei Kariakin (RUS) / Anton Vlasiuk (LET) – 26:22:24 – Can-Am Maverick X3
3- #340 – Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin (BRA) – 26:41:29 – Can-Am Maverick X3
4 – #360 – Francisco Contardo / Álvaro Quintanilla (CHI) – 27:07:36 – Can-Am Maverick X3
5 – #421 – Rodrigo Piazzoli / Jorge Diaz (CHI) – 27:25:51 – Can-Am Maverick X3

Yamaha