Costarriquenhos dominam ações no Latinoamericano de Motocross 2013

Yamaha

Roberto Castro sagrou-se bicampeão latino na MX1 – Foto: Arquivo Pessoal

A edição 2013 do Latinoamericano de Motocross foi dominada pelos costarriquenhos Roberto Castro, na categoria MX1, e por Ricardo Chacón, na MX2.

As provas aconteceram no fim de semana, 15 e 16, na pista de La Olla, na Costa Rica, com presença de 64 pilotos de diversos países da América. O Brasil, porém, não teve representantes.

Roberto Castro, que competiu no Brasil na temporada de 2011, ficou com o overall da MX1 após ganhar as duas baterias e se consagrou bicampeão. Seus compatriotas, Juan Mora e Ignacio Pazos, completaram o pódio da categoria.

– Este resultado não vem da última semana, vem de anos de dedicação. Vim pra corrida para dar o máximo de mim porque queria muito este título – disse Castro, 24 anos, ao portal La Prensa Libre.

Jetro Salazar, equatoriano que corre pela KTM do Perú, era uma das esperanças para fazer frente ao pilotos locais. Ele ficou preso no gate da primeira bateria da MX1 e mesmo assim chegou em terceiro. E na segunda, apesar da boa largada, perdeu terreno e acabou fora do pódio na soma dos resultados.

Na MX2, Ricardo Chacón subiu no lugar mais alto do pódio seguido do colombiano Álvaro Cárdenas e Ian Salazar (irmão de Jetro). Chacón ganhou a segunda bateria, enquanto Alejandro Rojas ganhou a primeira. Rojas, aliás, perdeu o campeonato quando liderava a segunda bateria e teve problemas no câmbio, deixando o título escapar.

– Esta vitória tem um grande significado para mim, já que é meu primeiro título latinoamericano. E melhor ainda que ganhei em casa – disse Chacón.

:: Veja algumas imagens do PuroMotor.com

Yamaha