Recuperado, Cooper Webb comenta primeira vitória da temporada no AMA Motocross 2016

webb_tennessee
Cooper Webb comemora primeira vitória da temporada – Fotógrafo: Simon Cudby

 

Cooper Webb, piloto da equipe Star Racing Yamaha, precisou lidar com uma fratura no pulso no início da temporada do AMA Motocross 2016. O que provavelmente significou que ele não estaria 100% nas primeiras etapas do campeonato.

Após cinco etapas, a tão esperada vitória saiu! No último fim de semana, em Muddy Creek, no Tennessee, correndo em casa, Webb conquistou o primeiro lugar com 2-1 na 250. Na classificação geral, o piloto ocupa a segunda posição com 12 pontos a menos que o líder do campeonato, Joey Savatgy.

 

Cooper, o trabalho foi intenso para chegar à vitória, você finalizou com um segundo e um primeiro. Conte sobre a corrida.
Cooper Webb: Sim, não foi fácil para mim com as largadas ruins nas duas baterias. Na primeira bateria eu baixei a cabeça e fiquei em segundo, devia ter forçado mais, mas acabei de certa forma abandonando. Na segunda bateria eu não ia desistir e foi isso que aconteceu. Eu era capaz de forçar ainda mais e fazer as ultrapassagens. Trabalhamos muito e temos a primeira vitória da temporada neste ano.

Parece que quando você se encontra e segue o ritmo certo, fica difícil de parar.
Cooper Webb: Sim. Nós fizemos muitos testes, ajustamos e tivemos um bom feedback. Acho que isso ajudou na minha pilotagem. Mas, honestamente, neste fim de semana foram os fãs. A cada volta eu podia ouvi-los na torcida, o que fazia acelerar ainda mais. Em um ponto da corrida, vi Joey Savatgy errar e pensei “seja inteligente e não erre”. Então, cometi um erro, e ele caiu. Eu poderia ter ficado em terceiro, mas não desisti. Acho que essa foi minha melhor corrida dos últimos tempos.

O que acontece após a metade da corrida? Parece que nos primeiros minutos você está indo bem, mas depois acelera muito mais.
Cooper Webb: Eu não sei! Tenho trabalhado durante a semana com a minha intensidade no começo da corrida, mas acho que é apenas uma questão de pilotagem. Além disso, minha moto era boa, mas não me sentia 100% com ela. Essa foi a primeira semana que estava um pouco mais confortável, o que sempre ajuda. Espero que continue nesse caminho. Também ajuda se eu tiver boas largadas. Temos que trabalhar em alguns pontos na largada e seguir para o próximo fim de semana.

Você comentou que caiu na segunda bateria…
Cooper Webb: Sim. Eu e Adam Cianciarulo nos encostamos. Ele estava por fora e eu por dentro e nosso traçado acabou sendo o mesmo no final. Nós dois caimos. Na verdade, eu não esperava que isso fosse acontecer. Não tive a intenção. Me sinto culpado por isso. Tenho certeza que ele não está feliz com o que aconteceu, mas não foi minha intenção. Foi apenas um acidente.

Parece que você não estava feliz com os outros pódios. Na semana passada, em High Point você não comemorou. Agora com a vitória, tudo muda.
Cooper Webb: Sim, é incrível e é para isso que trabalhamos. Tanto eu, como a moto e diversos fatores poderíamos estar melhor. Minhas curvas também não estavam tão boas. Eu estava receoso e se continuasse assim, não ia vencer. Qualquer que seja o motivo, andei melhor nessa corrida.

A equipe agora está morando junta e treinando durante a semana. Então, obviamente, estão viajando juntos para a corrida. Como funciona isso?
Cooper Webb: Tem sido diferente. Provavelmente várias equipes fazem isso, mas tem sido bom até agora. Temos bons pilotos. Mitchell Harrison é novato e elétrico, está sempre buscando desafios. E tem o Aaron Plessinger e eu, somos bons pilotos e é uma boa equipe.