Construtor de campeões: Leonardo Lizott apresenta novo e eficiente método de treinamento para pilotos

Lizott, Pietro, Bernardo e Renato Borilli – Foto: Gleison Olivo

 

Os ventos do sul sopraram fortes no cenário off-road do Brasil em 2018.

Mais especificamente na categoria 65cc do Brasileiro de Velocross, onde a disputa esteve aberta até a última etapa, que coincidentemente foi no Rio Grande do Sul, na tradicional pista de Tapejara, norte do estado.

Dos três pilotos com chances de levar o campeonato, dois são colegas de treino e alunos do atual Campeão Gaúcho de Motocross nas categorias MX1 e MX Elite, Leonardo Lizott.

O próprio Lizott ao final do evento também acabou levando o título gaúcho no velocross na etapa de Tapejara, fechando a temporada com 100% de aproveitamento no circuito estadual de motocross e velocross.

Apesar disso, as atenções eram mesmo para a categoria 65cc, onde Pietro Piroli e Bernardo Zilio estavam prestes a conquistar o tão sonhado título de campeão brasileiro e elevar a Lizott MX School, escola de pilotagem de Leonardo Lizott, a um novo patamar, graças aos resultados ao longo do ano de seus diversos alunos e por Pietro e Bernardo serem duas das principais apostas do jovem treinador de pilotos.

E foi o que aconteceu.

Pietro largou na frente e venceu de ponta a ponta, levando além do Brasileiro de Velocross, os títulos do Sul-Brasileiro e Gaúcho.

Bernardo chegou logo atrás e consagrou-se vice campeão no brasileiro e no gaúcho.

Os resultados trouxeram alegria para os pilotos e seus familiares, mas sobretudo, trouxe orgulho imenso a Lizott.

– Foi um ano intenso, de trabalho com muitos alunos e pilotos, mas o Pietro e o Bernardo foram além, sem dúvida. Qualquer um poderia ser campeão, treinaram muito, se dedicaram muito e mereceram essa conquista. É uma honra poder participar deste momento mágico deles. Ambos mesclaram vontade, apoio da família e principalmente patrocínios (Borilli Racing, Biker e IMS), provando que quando se investe o retorno vem – explicou Lizott.

 

Quem são Pietro e Bernardo

O atual Campeão Brasileiro, Sul-Brasileiro e Gaúcho de Velocross, Pietro Piroli é gaúcho da cidade de Tapejara.

Começou sua trajetória aos seis anos de idade, acompanhando o Pai, Elder Piroli (Neti) nas competições.

O pai também é conhecido no esporte, com vários títulos regionais, estaduais e brasileiro, e neste ano foi novamente campeão brasileiro, na VX5.

– Me lembro dele com uma MXF, dando as primeiras voltas, e hoje ver a evolução dele, estar com ele e com o Tony (filho mais novo) é muito gratificante – destaca Neti.

Pietro Pirolli, atual campeão brasileiro, sul-brasileiro e gaúcho de velocross – Foto: Gleison Olivo

 

Bernardo também iniciou cedo, por incentivo do pai, Douglas, na cidade gaúcha de Coxilha.

O começo, claro, foi difícil, com quedas, choros e muita preocupação.

– Hoje sou mais tranquilo, sei que ele pilota com segurança, que ele sabe o que está fazendo, mas no começo foi difícil, pois são crianças e é tudo novo – relata Douglas.

Bernardo Zilio ficou com o vice-campeonato no brasileiro e no gaúcho de velocross – Foto: Gleison Olivo

 

 

Mas quem pensa que eles vão descansar nas férias escolares se engana.

A vida agora segue intensa, com treinos semanais.

Para o treinador Leonardo Lizott, a carga de treinos aumenta com a conquista dos títulos.

Seria esse o segredo da vitória?

– Vencer só tem um segredo: trabalho – responde Lizott.