Com Paulo Alberto, Yamaha é campeã do Arena Cross e conquista a tríplice coroa em 2020

Time comemorou três títulos em 2020

 

O motocross brasileiro tem um novo rei. Apenas uma semana após conquistar o Brasileiro de Motocross nas categorias MX1 e promocional Elite MX, o piloto Paulo Alberto, da Yamaha Monster Energy Geração venceu de forma espetacular o Arena Cross 2020, disputado nesta sexta e sábado, 4 e 5 de dezembro, na cidade de Caraguatatuba, São Paulo. Dessa forma, o português encerra a temporada com a tríplice coroa, conquistando os três principais títulos brasileiros.

Na primeira das quatro baterias do final de semana, o piloto finalizou apenas na sétima posição. Porém, não se deixou abalar, entrou focado na bateria seguinte, ainda na sexta-feira, e venceu de forma dominante, voltando para a briga pelo título.

O domínio continuou no sábado, mesmo que debaixo de muita chuva. Na primeira bateria da noite, Paulo Alberto largou na frente e não tomou conhecimento dos adversários. Vitória de ponta a ponta com sua YZ450F.

A bateria final chegou com a possibilidade de vários pilotos conquistarem o título e com pequena diferença na pontuação entre eles. Mas, assim como na primeira bateria do dia, o piloto da Yamaha Monster Energy Geração largou na frente, dominou a corrida e foi o primeiro a receber a bandeira quadriculada, para comemorar o terceiro título da temporada e o seu quinto título no Arena Cross. Agora o piloto junta o título de 2020 aos títulos conquistados em 2013, 2014, 2015 e 2018.

Fábio Santos e Pepê Bueno também tiveram grande atuação nesses dois dias e ajudaram o time azul a conquistar mais um título na temporada. Na sexta-feira, Fábio venceu o duelo 1×1 contra o piloto Hector Assunção e garantiu os pontos extras da disputa. Nas baterias, andou sempre no pelotão da frente e finalizou o Arena com a 6ª colocação.

Pepê Bueno também teve grandes momentos e neste sábado, com terreno escorregadio, conseguiu boas largadas e andou no pelotão da frente, garantindo inclusive a terceira colocação na segunda bateria do dia. O paranaense finalizou o Arena Cross 2020 com a 5ª colocação.

Com a conquista do título do Arena Cross na categoria principal, a Pró, a Yamaha Monster Energy Geração, equipe mais vitoriosa da década, confirma também o título de equipe mais vitoriosa do ano, conquistando os principais títulos disputados no Brasil.

 

Resultados – Sábado 05/11

1ª Bateria

1º) Paulo Alberto – Yamaha Monster Energy Geração

2º) Hector Assunção

3º) Anthony Rodriguez

4º) Pepê Bueno – Yamaha Monster Energy Geração

6º) Fábio Santos – Yamaha Monster Energy Geração

 

2ª Bateria

1º) Paulo Alberto – Yamaha Monster Energy Geração

2º) Anthony Rodriguez

3º) Pepê Bueno – Yamaha Monster Energy Geração

4º) Humberto Martin

5º) Hector Assunção

7º) Fábio Santos – Yamaha Monster Energy Geração

 

Classificação Final do Arena Cross

1º) Paulo Alberto – Yamaha Monster Energy Geração / 69 pontos

2º) Anthony Rodriguez / 67 pontos

3º) Hector Assunção / 62 pontos

4º) Humberto “Machito” Martin / 54 pontos

5º) Pepê Bueno – Yamaha Monster Energy Geração / 47 pontos

6º) Fábio Santos – Yamaha Monster Energy Geração / 43 pontos

 

Paulo Alberto #211

Yamaha YZ450F

“Foram duas etapas seguidas, ontem (sexta) não consegui ir muito bem na primeira bateria, cai na largada, mas consegui vencer a segunda. Hoje tinha muita lama, eu sabia que tinha que vencer para ganhar o título, então entrei muito focado e venci as duas baterias neste sábado. É inexplicável, uma sensação muito boa! Eu queria muito vencer o campeonato deste ano. No ano passado tivemos alguns contratempos no campeonato que me deixaram muito angustiados, então eu prometi pra mim mesmo que eu entraria este ano disposto a vencer, eu queria ganhar tudo. Consegui vencer os três títulos! A Yamaha está de parabéns, a equipe, todos nós trabalhamos que muito por isso”.

 

Fabio Santos #4

Yamaha YZ450F

“Na sexta não tive boas largadas, mas consegui um ritmo bom na primeira bateria. Já na segunda bateria, uma queda me tirou um resultado melhor, finalizando em 5º no geral. Hoje (sábado) tive largadas melhores mas um piloto me jogou pra fora da pista na primeira bateria. Na segunda bateria estava me sentindo bem, a pista estava técnica e eu sabia que ia me dar bem, mas minha pedaleira, feita de titânio, acabou quebrando e assim não consegui manter o ritmo. Mas fiquei muito feliz com o título do Paulo”.

 

Pepê Bueno #97

Yamaha YZ450F

“Foi um final de semana muito bom no Arena Cross. Fazia muito tempo que eu não andava de 450cc, mas até que eu me adaptei rápido. Ontem (sexta) não foi um bom dia pra mim, fiz um P5 e um P6, então não fiquei muito contente com os resultados. Hoje me soltei mais, estava nas condições que eu gosto, que é um pouco liso, molhado. Na primeira bateria fiz um P5 e depois um P3, finalizando com um 4º no geral. Consegui ajudar meu companheiro de equipe, o Paulo está de parabéns, conseguiu vencer, e a gente como time venceu junto. Estou bem feliz e vamos pra 2021!”.