Com apenas uma bateria, Carlos Campano vence e diminui vantagem para o líder

Foz do Iguaçu - Keu Lerner -2
Campano chegou a quinta vitória em baterias no ano – Foto: Keu Lerner / BRMX

 

Foz do Iguaçu viveu momentos de “folia e caos” durante a sétima etapa do Brasileiro de Motocross 2013, realizada neste fim de semana, 19 e 20 de outubro. Depois de muitas reclamações dos pilotos por causa das condições da pista – poeira, retas velozes demais, saltos mal construídos -, a etapa terminou com o adiamento da segunda bateria da MX1.

Já passava das 19h quando direção de prova e pilotos se reuniram para decidir se havia condições para mais uma corrida de aproximadamente 35 minutos. Se chegou a conclusão que não, devido ao sol já estar baixo. Era perigoso continuar pois uma queda em uma pista tão veloz poderia machucar gravemente algum piloto, e o risco de acidente com a luz do sol baixando no horizonte era grande. O atraso aconteceu, principalmente, porque a organização teve que atrasar a programação diversas vezes para irrigar a pista e conter a poeira.

Mas a primeira bateria rolou. E após vitória de Carlos Campano, com Adam Chatfield em segundo e Balbi Junior em quinto, o inglês abriu seis pontos de vantagem na liderança da competição, com o mineiro em segundo e o espanhol em terceiro, agora 14 pontos atrás do líder (antes eram 17 pontos atrás de Adam e Balbi).

– Era muito perigoso correr nesta pista, não só por causa da poeira e do sol baixo na segunda corrida, mas também porque ela é muito rápida, com um chão muito duro e retas compridas demais. Mas saio contente porque venci a primeira bateria e não levei nenhum tombo, estou bem para a última etapa. Consegui tirar muitos pontos de Balbi e alguma coisa de Adam. Vamos chegar disputando forte na última rodada – avalia Campano

>>> Acesse a classificação atualizada!

A primeira bateria foi bastante disputada. Adam Chatfield largou na frente, seguido por Jean Ramos, Wellington Garcia e Carlos Campano. Joaquim Rodrigues e Balbi Junior largaram mal. Wellington Garcia começou a andar em um ritmo mais forte e conseguiu boas ultrapassagens sobre Jean Ramos e Chatfield, assumindo a liderança da prova. Mas o inglês deu o troco e recuperou a ponta.

Carlos Campano viveu um daqueles dias em que parece imbatível. O espanhol buscou seus adversários e ultrapassou cada um deles. Na  liderança da prova, o espanhol imprimiu mais velocidade e recebeu a bandeira quadriculada na primeira colocação com certa sobra.

A segunda bateria será realizada em Senador Canedo, Goiás, nos dias 9 e 10 de novembro, durante a oitava e última etapa do Brasileiro de Motocross. Naquele fim de semana, serão três baterias da MX1.

 

:: Resultado

1. Carlos Campano
2. Adam Chatfield
3. Wellington Garcia
4. Rafael Faria
5. Balbi Junior
6. Marcello “Ratinho” Lima
7. Joaquim Rodrigues
8. Humberto Martin
9. Carlos Eduardo Mendes Franco
10. Pipo Castro