Circuito de Phoenix deve levar velocidade à segunda etapa do AMA Supercross 2012

Yamaha
O circuito construído no Chase Field, em Phoenix, Arizona, para a segunda etapa do AMA Supercross 2012 no próximo fim de semana, deve proporcionar mais velocidade aos duelos. Característica que faltou em A1, na abertura do campeonato, e gerou insatisfação por parte de alguns pilotos. 
– Era um traçado diferente, mas não considero isso ruim. Isso tornou difícil pilotar uma 450, já que haviam muitas curvas fechadas e seções lentas em curvas. O peso e a potência (das 450cc) dificultam neste caso – avaliou Ryan Villopoto, vencedor da Supercross Class em Anaheim.
Em Phoenix, a solução foi criar rampas mais baixas e seções de velocidade, como no trecho em que o traçado cruza por duas vezes a reta de largada. Os pontos mais técnicos são os dois triplos grandes: o primeiro logo após as duas seções de saltos a partir da largada e o segundo localizado na reta seguinte.
As partes travadas estão no meio do circuito, com uma curva de baixa seguida por uma mesa curta, e na curva que antecede o duplo na chegada.
:: Assista à animação do circuito
Yamaha