Chad Reed, na SX Class, e Eli Tomac, na Lites, vencem em Los Angeles a terceira etapa do AMA Supercross 2012

O australiano Chad Reed, Two Two Motorsports, venceu a prova principal da Supercross Class e garantiu sua primeira vitória na temporada. Na Lites – Costa Oeste, Eli Tomac também conquistou a primeira vitória no ano para a equipe GEICO Honda. A rodada foi disputada no Dodger Stadium, Los Angeles, neste fim de semana, 21 e 22 de janeiro, com público de mais de 35 mil pessoas. 
Ryan Dungey, que terminou em segundo lugar, assumiu a liderança isolada da categoria Supercross. Enquanto a vitória de Tomac lhe garantiu no topo da classificação da Lites.
– É ótimo manter o number plate vermelho enquanto nos encaminhamos para a quarta rodada. Ainda estamos no início da temporada, mas é definitivamente um bom começo para a equipe Red Bull KTM – resume o líder.
Muito mais do que resultados

Descrita assim, só com os vencedores, é impossível medir a intensidade de acontecimentos que marcaram a rodada. Para começar, toda a programação foi adiada por duas horas em decorrência da chuva que caiu em Los Angeles desde sexta-feira, 20, e só deu trégua na tarde de sábado. 
À noite, no Main Event da classe principal, o espetáculo foi novamente interrompido. Desta vez, por um grave acidente envolvendo Trey Canard e Ryan Morais no primeiro triplo na volta inicial da bateria. Marvin Musquin também sofreu uma queda forte na prova principal da Lites e abandonou a etapa por recomendação médica.
– Eu tinha dificuldade para respirar após o acidente, então não poderia voltar para a corrida. A equipe médica disse que eu estava ferido, mas que serei capaz de andar no próximo fim de semana – disse Musquin.
O brasileiro Jean Ramos ficou de fora do Main Event depois de iniciar muito bem o fim de semana. O curitibano fez o segundo melhor tempo nos treinos de classificação da tarde, mas abandonou a bateria classificatória da noite após uma queda forte e foi a ausência na Last Chance Qualyfing (LCQ), abandonando na primeira volta.
– Ontem (sábado,21), não foi um dia fácil. Estava muito rápido e bem preparado para essa etapa, minhas chances de melhorarem o 18º (lugar em Phoenix) estavam realmente grandes. Porém, na heat, larguei bem e errei muito no começo e fui para 14º. Na segunda volta, já estava em 11º quando fui passar o 10º. Ele caiu, e sua moto me acertou no ar. Cai um tombo muito feio, me assustei na hora, mas estava tudo bem. Peguei minha moto, mas ela estava toda torta e fui para o box. Arrumamos correndo a moto e fomos para a LCQ, porém, fui o último a alinhar e não larguei bem. Cai novamente na primeira volta, abandonando – comentou o piloto por seu perfil no Twitter.
Jean também comentou sobre a pista no Dodger Stadium, em Los Angeles.

– Foi bem decepcionante. A pista era bem difícil, mas eu estava muito bem e rápido. Porém, são coisas do esporte. Pra quem esperava lama, como eu, caiu do cavalo. A pista estava muito seca nos treinos. Porém, na heat estava perfeita. Agradeço a Deus por estar pronto para a próxima e conto com a torcida de todos vocês. Valeu Brasil 😉 – descreve.
 Já Adam Chatfield terminou a LCQ da Lites em 8º lugar.
O BRMX realizou toda a cobertura em tempo real na madrugada de sábado para domingo, e na tarde de domingo transmitiu o compacto produzido pela CBS, canal de TV norte-americano.
A próxima etapa do AMA Supercross 2012 será realizada no Oakland Coliseum, e Oakland, Califórnia, em 28 de janeiro.

Terceiro vencedor diferente em três etapas da SX
Ryan Dungey assumiu a liderança isolada e passa a ser o único a usar o number plate vermelho – Foto: KTM Images

Jake Weimer conquistou o holeshot na relargada da categoria principal e se manteve na liderança até ser ultrapassado por Reed na volta seis. Na sequência, o piloto da Monster Energy Kawasaki perdeu a segunda posição para James Stewart e durante a ultrapassagem, Weimer caiu, retornando para a corrida na 14ª posição.   
Ryan Dungey, Red Bull KTM, largou na quarta colocação atrás de Stewart e foi tomando posições no ritmo do piloto da Yamaha até que Bubba sofreu uma pequena queda na 12ª volta, facilitando para Dungey a conquista do segundo lugar.
Menos favorecido, Ryan Villopoto se enroscou após a largada e se viu na 14ª colocação no início da bateria. Novamente, o piloto da Monster Energy Kawasaki precisou realizar uma corrida de recuperação e terminou a prova em quarto lugar, pressionando James Stewart.
Somente por curiosidade, já que em nada altera o resultado da prova, na primeira largada da SX Class, Ryan Dungey conquistou o holeshot, mas logo foi ultrapassado por Ryan Villopoto.  
– Foi uma grande noite para nós. Um excelente trabalho de equipe que resultou na vitória desta noite. Sinto um misto de emoção e preocupação com a queda durante a bateria que nos levou à relargada – disse Reed em entrevista após o evento.
Reed é o terceiro vencedor diferente em três etapas da categoria nesta temporada e também torna a Honda como a terceira marca de fabricantes a ocupar o alto do pódio. Kawasaki e KTM obtiveram seus sucessos nas duas etapas anteriores. Resta a James Stewart e à Yamaha manterem o equilíbrio do campeonato na etapa de Oakland.  
Resultado:
1) Chad Reed
2) Ryan Dungey
3) James Stewart
4) Ryan Villopoto
5) Brett Metcalfe
Tomac vence e assume liderança da Lites
Equilíbrio também na Lites, que não repetiu vencedores nas três disputadas até o momento. Em Los Angeles, foi a vez de Eli Tomac vencer e assumir a liderança do campeonato. A conquista do piloto Honda começou a ser desenhada ainda na primeira volta, quando ele ultrapassou Martin Davalos, detentor do holeshot.
Na sexta volta, Zach Osborne ultrapassou Davalos e assumiu a vice-liderança, posição que acabou perdendo para Dean Wilson faltando três voltas para o fim da corrida. Tyla Rattray cruzou a linha de chegada na quarta posição. 
Os resultados mantêm Eli Tomac, Dean Wilson e Tyla Rattray muito próximos na pontuação.  O líder tem 63 pontos, um a mais do que Wilson, na vice-liderança. Rattray, em terceiro, tem 60 pontos. 
Resultado:
1) Eli Tomac
2) Dean Wilson
3) Zach Osborne
4) Tyla Rattray
5) Jason Anderson
Classificação:
Supercross Class
1) Ryan Dungey – 67 pontos
2) Chad Reed – 63 pontos
3) Ryan Villopoto – 63 pontos
4) Jake Weimer – 48 pontos
5) James Stewart – 48 pontos
6) Kevin Windham – 43 pontos
7) Brett Metcalfe – 38 pontos
8) Andrew Short – 36 pontos
9) Josh Hansen – 36 pontos
10) Davi Millsaps – 28 pontos
Lites – Costa Oeste
1) Eli Tomac – 63 pontos
2) Dean Wilson – 62 pontos
3) Tyla Rattray – 60 pontos
4) Cole Seely – 47 pontos
5) Zach Osborne – 47 pontos
6) Jason Anderson – 44 pontos
7) Marvin Musquin – 42 pontos
8) Max Anstie – 32 pontos
9) Nico Izzi – 32 pontos
10) Billy Laninovich – 27 pontos

Matéria atualizada às 21h30 de domingo, 22 de janeiro