Calendário do BRMX muda e inclui o estado de SP e mais uma etapa na temporada

Yamaha

 

Os amantes e pilotos do motocross terão mais oportunidades para viver as emoções do Brasileiro da modalidade. A temporada estava prevista para encerrar no dia 15 de setembro, mas com a alteração informada na noite dessa terça-feira, 24, o calendário passa a ter sua grande final no dia 27  de outubro, em Belo Horizonte. As provas devem ocorrer no aeroporto da capital mineira.

Além da mudança da data, o estado de São Paulo também foi incluso no calendário. Duas etapas estão previstas em setembro para a região, uma em Paulínia no dia 07 e outra em Jarinu no dia 15. Com isso o BRMX se difunde pelo país ajudando também a fomentar o motociclismo dentro dos estados e municípios.

– O regulamento prevê a realização de seis a oito etapas. No ano passado mesmo com muitos desafios e crise do Brasil conseguimos realizar a quantidade máxima de etapas. Já este ano estava incerto. Até porque o país vive uma fase de transição, um novo governo, uma nova presidência, o que gera uma certa cautela por parte das empresas, inclusive nas que apoiam o motociclismo. E apesar de ser um ano ainda delicado, a CBM e seus patrocinadores vem fazendo um trabalho para que o campeonato siga no mesmo ritmo ou até melhor do que o ano anterior. Ter oito etapas significa mais economia para o país, para os municípios, para as empresas e também mais competitividade e aprimoramento técnico dos pilotos. Consequentemente faz com que possamos apreciar melhores espetáculos e fortalecer o esporte no Brasil, comentou Firmo Alves, presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Uma conquista para o motociclismo brasileiro que pela primeira vez tem uma gestão na CBM que honra com o compromisso de entregar o que promete sem onerar os acordos já estabelecidos com seus patrocinadores.
– Nós tivemos um início de 2019 com diversas situações políticas no Brasil, mas em contrapartida também tivemos uma boa reação do mercado nas vendas das motocicletas o que pode ter influenciado para esta conquista. Mesmo com toda essa turbulência a CBM, por meio do nosso presidente, Firmo Alves, foi em busca de apoios para a realização das provas. Tivemos um começo de campeonato extremamente interessante com um grande número de participantes em cada etapa.  São conquistas importantes para a CBM, porque além do motocross temos outras modalidades com calendários sendo cumpridos e as etapas estão sendo realizadas, avaliou Wilson Yasuda, presidente do Conselho Técnico Desportivo Nacional.

Com as alterações do calendário aumentam também as disputas. As categorias Nacional Pró e MXF previstas para serem realizadas em até quatro etapas, agora passará a ter cinco conforme adendo que será disponibilizado no regulamento. As classes MX4, MX5 que já passaram de quatro para seis etapas poderão ser beneficiadas com mais uma etapa.

A CBM em conjunto com a Comissão de Atletas e a diretoria de prova ainda avaliam a possiblidades da etapa adicional a essas categorias na temporada 2019.

O Brasileiro de Motocross chega a sua quinta etapa no próximo dia 17 e 18 de agosto, em Faxinal, PR. Participam as categorias Elite MX, MX1, MX2, MX3, MX4, MX5, MX2JR, MXJR, 65cc, 50cc, Nacional-Pro e MXF. A programação e o número de classes participantes na etapa estão sujeitas a alterações.

 

 

Calendário

 

18/08

5ª – CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – 18/08 – FAXINAL, PR – Elite MX, MX1, MX2, MX3, MX4, MX5, MX2JR, MXJR, 65cc, 50cc, Nacional-Pro e MXF

08/09

6ª – CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – 08/09 – Paulínia, SP – Elite MX, MX1, MX2, MX3, MX2JR, MXJR, 65cc, e 50cc

15/09

7ª – CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – 15/09 – Jarinu, SP – Elite MX, MX1, MX2, MX3, MX2JR, MXJR, 65cc, 50cc, Nacional-Pro, MXF, MX4 e MX5

27/10

8ª – CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – 27/10 – Aeroporto Belo Horizonte, MG

Yamaha