BRMX Tips: tudo que você precisa saber para acompanhar a Superliga Brasil de Motocross 2015

slhondathales_lp_170612222-11
Largada da última edição, em 2012 – Foto: Luiz Pires / Vipcomm

 

A Superliga Brasil de Motocross 2015 promete movimentar o motociclismo off-road brasileiro neste fim de semana, 18 e 19. A competição, que volta neste ano após uma paralisação de duas temporadas, reúne os melhores da modalidade em Bragança Paulista, interior de São Paulo, em uma pista montada na Rodovia Capitão Barduíno, no km 94. A programação começa às 7h30.

Diferente do formato anterior, a Superliga 2015 vai acontecer em apenas uma etapa, somente neste fim de semana. Serão 11 categorias (MX1, MX2, MX3, MX4, MX5, MX1 Amador, MX2 Amador, MXF, MX Júnior, 65cc e 50cc), que incluem competidores profissionais e amadores de diferentes faixas etárias e modelos de motos.

O BRMX fará cobertura inloco do evento a partir de sábado, 18, com informações no site e nas mídias sociais – Instagram, Facebook, Twitter. Antes, confira este resumo de informações prévias para você acompanhar o evento bem antenado!

 

Transmissão ao vivo

Você pode assistir todo evento pela internet, aqui no BRMXclique para acessar a página de eventos ao vivo.

As provas finais da MX2 e MX1 também terão transmissão ao vivo pela Bandsports no domingo, 19, das 15h às 16h30

 

Ingressos

Os ingressos para arquibancada geral podem ser trocados por 2kg de arroz ou 2kg de feijão, que serão doados para o Fundo Social de Solidariedade de Bragança Paulista. Para camarotes e arquibancadas Vips, os setores HC Vip e Torcida Vip coberta estão à venda no site – www.ticket3.com.br. Mais informações pelo telefone (14) 3112-7356.

Pontos de troca de ingresso
Concessionária Honda Brag-Moto: Av. José Gomes da Rocha Leal, nº 450, Centro – Bragança Paulista. Telefone: 11 4034-6070
Concessionária Yamaha Moto 9: Av. José Gomes da Rocha Leal, nº 1258 – Bragança Paulista. Telefone: 11 4481-8888.

 

 

Os tops na pista

corridas_patyalferes2015_mauhaas-2
Principal ausência será de Paulo Alberto – Foto: Mau Haas / BRMX

 

As principais equipes do Brasil confirmaram presença no evento. Yamaha Grupo Geração, Honda Mobil, IMS Racing, Subs27 ASW, EMG Kawasaki, Escuderia X, Pro Tork, marcarão presença com seus pilotos. A ausência mais sentida será do português Paulo Alberto, da Honda Mobil, que está em Portugal se recuperando de uma lesão nas costas.

 

 

Gringo na MX3

jelen_mx591photo
Roman Jelen – Foto: MX591

 

A IMS Racing traz o esloveno Roman Jelen para correr na MX3. Jelen tem 36 anos, já correu Mundial de Motocross, e atualmente trabalha como instrutor de pilotagem e empresário.

– O Jelen é um grande nome do esporte, tem bastante experiência e defendeu a Eslovênia no Motocross das Nações de 1999, realizado em Indaiatuba, São Paulo, além de ter sido chefe de equipe de seu país em outra edição do evento (2009). Estamos muito animados em contar com ele na Superliga Brasil de Motocross e a parceria pode ser ampliada para o Brasileiro MX e Copa Brasil – informa Wellington Valadares, chefe da IMS Racing.

 

 

Pista com “selo Jorge Negretti”

largada_superliga
Largada em leve subida, de frente para o público – Foto: Divulgação

 

A organização promete uma pista com “o mesmo nível dos melhores traçados internacionais, sendo grande parte natural, aproveitando a topografia do terreno, e outra com saltos construídos para trazer um grande espetáculo com muita segurança”. Além disso, a construção do circuito teve a colaboração de Jorge Negretti, heptacampeão brasileiro de motocross.

– Após o evento, a pista será doada para a prefeitura. O local, já estruturado, vai servir para muitos outros eventos de Bragança Paulista. A cidade voltará a viver intensamente as competições de motocross através da carreira vitoriosa do ex-piloto e atual secretário de esportes, Jorge Negretti. Teremos um grande espetáculo para os fãs – afirma o organizador Leandro Romagnolli.

 

 

Categorias Superliga Brasil de Motocross 2015

50cc
Motos: Até 50cc com motor 2 tempos
Faixa etária: Até 9 anos

65cc
Motos: Até 65cc com motor 2 tempos
Faixa etária: 9 a 12 anos

MX Júnior
Motos: De 70cc até 85cc com motor 2 tempos / De 75cc até 150cc com motor 4 tempos
Faixa etária: 12 a 15 anos

MX1
Motos: De 175cc até 250cc com motor 2 tempos / De 290cc até 450cc com motor 4 tempos
Faixa etária: 16 a 45 anos

MX1 – Amador
Motos: De 175cc até 250cc com motor 2 tempos / De 290cc até 450cc com motor 4 tempos
Faixa etária: 16 a 45 anos
* Pilotos com pontuação nas temporadas 2014 e 2015 nos campeonatos Brasileiro de Motocross e Arena Cross, não podem participar nesta categoria.

MX2
Motos: De 125cc até 150cc com motor 2 tempos / De 175cc até 250cc com motor 4 tempos
Faixa etária: 14 a 23 anos

MX2 – Amador
Motos: De 125cc até 150cc com motor 2 tempos / De 175cc até 250cc com motor 4 tempos
Faixa etária: De 14 a 45 anos
* Pilotos com pontuação nas temporadas 2014 e 2015 nos campeonatos Brasileiro de Motocross e Arena Cross, não podem participar nesta categoria.

MX3
Motos: De 125cc até 250cc com motor 2 tempos / De 175cc até 450cc com motor 4 tempos
Faixa etária: Homens a partir de 30 anos / Mulheres a partir de 17 anos
* Pilotos até 34 anos com pontuação nas temporadas 2014 e 2015 nos campeonatos Brasileiros de Motocross e Arena Cross não podem participar dessa categoria.

MX4
Motos: De 125cc até 250cc com motor 2 tempos/ De 175cc até 450cc com motor 4 tempos
Faixa etária: Homens a partir de 40 anos

MX5
Motos: De 125cc até 250cc com motor 2 tempos / De 175cc até 450cc com motor 4 tempos
Faixa etária: Homens a partir de 50 anos

MXF (Feminina)
Motos: Até 150cc com motor 2 tempos/ Até 450cc com motor 4 tempos.
Faixa etária: Mulheres a partir de 14 anos.

 

 

Programação da Superliga 2015

18/7 – sábado

Treinos livres
MX4 – 7h30 às 7h42 – 12 minutos
50cc – 7h47 às 7h59 – 12 minutos
MX5 – 8h04 às 8h16 – 12 minutos
MX2 Amador – 8h21 às 8h33 – 12 minutos
MX1 Amador – 8h38 às 8h50 – 12 minutos

Treinos classificatórios
MX4 – 9h20 às 9h38 – 15 minutos
50cc – 9h43 às 9h58 – 12 minutos
MX5 – 10h03 às 10h18 – 12 minutos
MX2 Amador – 10h23 às 10h41 – 15 minutos
MX1 Amador – 10h46 às 11h04 – 15 minutos

Reconhecimento de pista
MX3 – 11h40 às 11h55 – 15 minutos
65cc – 12h às 12h15 – 15 minutos
MXF – 12h20 às 12h35 – 15 minutos
MX Júnior – 12h40 às 12h55 – 15 minutos
MX2 – 13h às 13h15 – 15 minutos
MX1 – 13h20 às 13h55 – 15 minutos

Provas
MX4 – 14h20 – 10 minutos + 2 voltas
50cc – 14h45 – 10 minutos + 2 voltas
MX5 – 15h10 – 10 minutos + 2 voltas
MX2 Amador – 15h35 – 20 minutos + 2 voltas
MX1 Amador – 16h10 – 20 minutos + 2 voltas

 

19/7 – domingo

Treinos classificatórios
MX3 – 7h30 às 7h45 – 12 minutos
65cc – 7h50 às 8h05 – 12 minutos
MXF – 8h10 às 8h25 – 12 minutos
MX Júnior – 8h30 às 8h45 – 12 minutos
MX2 – 8h50 às 9h08 – 15 minutos
MX1 – 9h13 às 9h31 – 15 minutos

Provas
MX3 – 10h55 – 15 minutos + 2 voltas
65cc – 11h25 – 15 minutos + 2 voltas
MX2 – 1ª bateria – 11h55 – 30 minutos + 2 voltas
MX1 – 1ª bateria – 12h40 – 30 minutos + 2 voltas
MX Júnior – 13h55 – 20 minutos + 2 voltas
MXF – 14h30 – 10 minutos + 2 voltas
MX2 – 2ª bateria – 15h – 30 minutos + 2 voltas – Transmissão TV
MX1 – 2ª bateria – 15h45 – 30 minutos + 2 voltas – Transmissão TV

 

Mapa para chegar ao local

 

 

Para relembrar

zanoni_swian_luizpires_vipcomm
Swian Zanoni comemora a vitória em 2010 – Foto: Luiz Pires / Vipcomm

 

A Superliga Brasil de Motocross já aconteceu em três temporadas anteriores – 2010, 2011 e 2012. O campeonato era uma espécie de “paralelo” ao Brasileiro de Motocross, e aconteceu com sete etapas no primeiro ano e seis nos outros dois.

Campeões de 2010
MX1 – João Paulino “Marronzinho”
MX2 – Swian Zanoni

Campeões de 2011
MX1 – Balbi Junior
MX2 – Adam Chatfield

Campeões de 2012
MX1 – Carlos Campano
MX2 – Dudu Lima