Brasil finaliza em 4º no Nações de Veteranos

Da esquerda para a direita: Fábio Aleixo, Wellington Garcia e Richard Berois, do Team Brazil 1, obtiveram o 4º lugar

 

Mais uma vez os brasileiros invadiram o circuito de Glen Helen para o tradicional Mundial de Motocross de Veteranos. Em 2019 o evento chegou a sua 35ª edição e foi disputado nos dias 2 e 3 de novembro. A grande novidade foi a World Vet Cup of Nations, com equipes de três pilotos representando seus países.

O formato é similar ao Motocross das Nações, mas com algumas diferenças. Duas baterias definem o certame. Os três pilotos de cada seleção correm e pontuam nas duas baterias. Os pilotos das três categorias (30 +, 40 + e 50 +) correm juntos na bateria, mas as largadas são liberadas separadamente. Cada país pode inscrever até três equipes. Não há descarte de pior resultado, ou seja, um único resultado ruim ou abandono afunda o resultado geral do time.

 

Brasileiros se preparando para a largada em Glen Helen

 

No domingo, o Team Brazil 1 ficou com a quarta posição geral graças a bela performance de Wellington Garcia, Richard Berois e Fábio Aleixo. Um quarto lugar com gostinho de pódio, já que a equipe perdeu apenas para Estados Unidos e Grã-Bretanha.

Nossos veteranos ainda desbancaram algumas potências do motocross mundial, como França, Holanda e Austrália.

Já o Team Brazil 2, formado por Murillo French, Artur Aguilar e Márcio Campos, evoluiu do sábado para o domingo, saltando da 20ª para a 15ª posição geral.

 

Team Brazil 2, 15º colocado no evento