Argentina recebe a quarta etapa do Mundial de Motocross neste domingo, 10

mxgpARG_domingo_mauhaas-15
O BRMX esteve presente na etapa de 2015 – Crédito: Mau Haas / BRMX

 

A pequena cidade de Villa la Angustura, na Argentina, recebe a quarta etapa do Mundial de Motocross neste fim de semana, 9 e 10 de abril. O local é classificado como um dos mais bonitos do calendário do campeonato.

A pista é considerada o “paraíso” do motocross. Com terra arenosa, escura e macia, tem um dos maiores traçados e uma grande variedade de saltos e obstáculos. A vantagem para os pilotos, é que ela oferece inúmeras possibilidades de ultrapassagem, fazendo com que a corrida fique ainda mais emocionante para o público.

No GP da Argentina em 2015, o BRMX cobriu o evento in loco e pôde conferir de perto a vitória de Max Nagl e claro, prestigiar o último ano da carreira de Ryan Villopoto. Para relembrar, clique aqui.

Em menos de dezoito meses, Romain Febvre deixou de ser o novato da MXGP para virar campeão em 2015 e líder do campeonato em 2016. O francês de 24 anos de idade, lidera a categoria máxima com 13 pontos de diferença sobre o esloveno Tim Gajser. Atrás deles está Evgeny Bobryshev, com 107 pontos.

Quanto ao vencedor do GP Argentino no último ano, Max Nagl não está em sua melhor temporada em 2016. O piloto segue em 6º lugar na classificação geral, atrás do italiano Antonio Cairoli.

Três primeiros da MXGP em 2015:

1. Max Nagl
2. Clement Desalle
3. Antonio Cairoli

>>> Confira a classificação do campeonato

Na categoria MX2, Jeffrey Herlings segue na liderança com uma boa vantagem (de 38 pontos) sobre Pauls Jonass e Jeremy Seewer, que estão empatados na tabela, ambos com 112 pontos.

Apesar de ter vencido várias etapas em 2015, Herlings não venceu na Argentina. Ele foi o mais rápido nos treinos cronometrados, mas a vitória ficou com Dylan Ferrandis, que está apenas em 11º lugar este ano.

Três primeiros da MX2 em 2015:

1. Dylan Ferrandis
2. Pauls Jonass
3. Jeremy Seweer

 

:: Pista

mxgp_argentina
Circuito na Argentina

 

:: Como assistir o Mundial de Motocross

É possível assistir o Mundial de Motocross de duas maneiras. A Bandsports – canal de TV por assinatura – transmite para o Brasil e você também pode ver pela internet. A transmissão oficial do evento, em HD, custa 7,99 Euros (cerca de 35 Reais) – clique aqui para ver.

Veja a programação do domingo (horário de Brasília)

12h15 – MX2 / 1ª bateria
13h15 – MXGP / 1ª bateria
15h10 – MX2 / 2ª bateria
16h10 – MXGP / 2ª bateria