Aniversário do TCMG nos coloca em contato com a história do motociclismo off-road no Brasil

NOTA DA REDAÇÃO: aqui no BRMX você já deve ter lido algumas vezes frases do tipo “é preciso preservar a história, se lembrar dela, saber como as coisas começaram, conhecer os acertos e erros já cometidos, para evoluir, para fazer o esporte crescer”. Neste mês de julho, uma parte importante do motociclismo off-road brasileiro comemorou 40 anos. Fernando Silvestre, piloto e diretor comercial da ASW Racing, participou da festa do TCMG, em Minas Gerais, e traz um relato emocionante e muito coerente sobre este motoclube e suas investidas para a manutenção e o desenvolvimento do esporte a motor sobre duas no Brasil. Confira!

 

1988-ArquivoTeoMascarenhasSUBIDAINFLAcaO1988
Foto de 1988, do arquivo de Téo Mascarenas, na “subida da inflação”

 

Na Europa, o esporte off-road já é uma atividade centenária. Por aqui, começamos bem depois. Mesmo assim, nos dias atuais já encontramos famílias na segunda geração pelas trilhas e pistas do país, apesar desta ser uma cena muito rara até pouco tempo.

Lá fora já se encontra quatro gerações dividindo os eventos. Leva tempo e esforço para construir a cultura das 2 Rodas, mas pessoalmente acho que por aqui evoluímos a passos largos. Temos inúmeras ações, atitudes e entidades para as quais podemos tirar o chapéu.

Uma coisa que não podemos esquecer: a base do motociclismo é o praticante e o motoclube. Eventos, Federações, Confederações… tudo vem depois do motoclube, que faz, da união local, a base e a força do esporte… motociclismo!

Estamos encerrando julho, mês que o nosso mais tradicional motoclube completou 40 anos, o TCMG (Trail Clube Minas Gerais).

 

A festa e o filho pródigo

1986-ArquivoPilotoaureo
Em 1986, nos primeiros anos de Enduro da Indepência – Foto: Arquivo do piloto Áureo

 

Nascido em Belo Horizonte para unir os praticantes do Trail – que nada mais era que passear por caminhos de terra nos entorno de Belo Horizonte -, esta entidade promoveu a primeira prova off-road nacional, e na época ainda era uma prova de Trail… nem Enduro chamava!

Imagino que devem ter sido momentos mágicos para estes pioneiros! Imagine descobrir aqueles caminhos, aprender tudo na raça. Não podemos esquecer que o mundo era muito mais complicado e, que uma coisa que hoje é muito fácil, lá atrás era muito difícil: a informação.

Este Trail Clube evoluiu e foi ganhando força, e dele nasceu um filho pródigo, que sem dúvida mudou a evolução do esporte aqui no Brasil: o Enduro da Independência. O nosso mais tradicional enduro, promovido ininterruptamente pelo TCMG, este ano vai completar 33 anos (acontece entre 4 e 7 de setembro).

A trajetória do TCMG tem se mantida fiel à essência do motoclube, no qual um grupo de pessoas dedica parte do seu tempo a esta entidade e à promoção do esporte.

Para comemorar esta data, a atual gestão fez um festa em um local que não podia ser melhor: o Bar do Marcinho, em Macacos, berço das trilhas! Completando a festa, no mesmo dia aconteceu a etapa final da Copa Promoto de Enduro, que é dedicada às categorias Novato e Estreante. O evento começa com um curso de navegação e vai evoluído por três etapas. Como prêmio, oferece a cada campeão das categorias e um feliz sorteado, um Independência na faixa! Na faixa mesmo, com inscrição, apoio e equipamento de proteção zero. Ou seja, é o TCMG promovendo o enduro, trazendo gente nova para as provas, ensinando, formando.

Sem duvida, sou muito suspeito para falar pois sou um apaixonado pelo EI e pelas trilhas mineiras, mas este foi um dia muito legal e uma senhora festa! E para minha sorte, sou muito amigo de todos no TCMG. Parte da minha família mineira.

Neste dia especial, pudemos ouvir lindas histórias e testemunhos, do Ayres, do Téo, do Pai do Bê Magalhães, do Seu Jacy (pai do Zanol). É muita história reunida. Muita cultura de 2 Rodas, em um dia lindo, depois das trilhas de Macacos… Imaginem.. Legal, legal de mais!!!

E foi mais um grande momento proporcionado pelo TCMG, que nestes 40 anos tem dado momentos mágicos a milhares de pessoas. Só pensar na alegria de cada um, no seu primeiro EI, ou a emoção ao completar um Independência.

 

#Ficaadica

fernandosilvestre_leocorrosivo
Fernandinho na trilha – Foto: Leo Corrosivo

 

Para quem gosta de terra, tenho duas sugestões. Vá andar em BH! É muito bala! Existem trilhas especiais. E vá fazer um Independência. É uma experiência marcante na vida. Este ano dá para juntar as minhas duas sugestões, pois o EI vai ficar andando em volta de Belo Horizonte, oferecendo as trilhas mais tradicionais do país!

Parabéns TCMG!

Muito obrigado por trabalhar há tanto tempo pelo melhor esporte do mundo!!!

Fernando Silvestre

 

 

Mais fotos

copapromoto3_leocorrosivo
Copa ProMoto incentiva os iniciantes junto com o TCMG – Foto: Leo Corrosivo

 

tcmg_leocorrosivo
Muitos pilotos prestigiam o evento – Foto: Leo Corrosivo

 

tcmg3_leocorrosivo
Jovens e veteranos trocam experiências – Foto: Leo Corrosivo

 

copapromoto_leocorrosivo
Copa ProMoto – Foto: Leo Corrosivo

 

tcmg2_leocorrosivo
Galera pronta pra largada – Foto: Leo Corrosivo

 

fernandinhoasw_leocorrosivo
Fernando Silvestre exibe placa dos 40 anos de TCMG – Foto: Leo Corrosivo

 

1994-HugoMorato
Em 1994 – Foto: Arquivo Hugo Morato

 

1983-trilha-ClaudioFigueiredo
Trilha em 1983 – Foto: Arquivo Claudio Figueredo