Villopoto: “Estou aqui apenas para me divertir com minha YZ125

Villopoto 125
De YZ125, Villopoto (centro) venceu o 125 All Star Race durante a 9ª etapa do AMA Motocross 2018 em Washougal

 

Muitos fãs ficaram chocados quando Ryan Villopoto apareceu no box da Yamaha em janeiro deste ano, na abertura do AMA Supercross 2018 em Anaheim.

Após uma longa e vitoriosa carreira com a Kawasaki, ele estava de volta à marca onde tudo começou nos primeiros anos de sua carreira amadora.

Villopoto prometeu que iria andar com vários tipos de Yamaha em uma variedade de eventos.

Além do Snowcross nos X-Games de Inverno, em Aspen, no sábado, 28, Villopoto disputou e venceu mais uma etapa do 125 All Star Race, corrida promocional que a MX Sports incluiu em algumas etapas do AMA Motocross deste ano, numa integração entre ídolos do passado e jovens promessas do presente.

A vitória foi ainda mais especial por ter acontecido em Washougal, cidade natal de Villopoto, em Washington, numa prova que ainda contou com a participação dos veteranos Mike Brown e Will Hahn (respectivamente segundo e terceiro colocado).

Na sexta-feira, um dia antes da corrida, ele concedeu entrevista ao racerxonline.com, site da revista Racer X, onde falou sobre este novo momento na Yamaha.

Confira a tradução na íntegra.

 

Villopoto 125

Você chocou todos no início do ano em Anaheim quando apareceu no box da Yamaha. Já estamos na metade do ano. Como estão indo as coisas?

Está tudo indo muito bem. Até onde sei, eles (Yamaha) estão animados e eu também. Estou muito feliz. Tem sido bom. Aqui em Washougal será minha segunda corrida de 125, o que é legal por ser na minha cidade natal.

 

Você tem se ocupado com compromissos com a Yamaha ou já se acostumou com o “estar aposentado”?

Estou bastante ocupado. Agosto será um mês movimentado para mim. Tenho feito muitas palestras para crianças.

 

Além disso e das corridas de 125, o que mais você tem feito?

As palestras com as crianças é algo que eu tenho feito bastante há um bom tempo. Estarei no Loretta (Lynn) agora em agosto.

 

E o que você vai fazer lá?

Vou estar no box da Yamaha, conversando e tirando fotos com os pequenos.

 

Mas você também tem feito snowcross..

Sim, nos X Games de inverno. Tenho uma prova agendada para 13 de agosto, logo após o Loretta. Agosto é um mês onde estarei bastante ocupado. Às vezes fico semanas sem andar de moto, em outras chego a andar dois ou três dias. Nunca sei quando vou ter tempo.

 

Bastidores do AMA Motocross 2018 em Washougal

Agora falando do 125 All Star Race, Hangtown foi sua primeira corrida. Você não venceu e, mesmo assim, não parecia chateado com isso.

E não estava mesmo. Estou aqui apenas para me divertir com minha YZ125, interagir com os fãs e fazer o que eu mais gosto, sem pressão. Claro que eu gostaria de vencer, mas isso já não importa mais.

 

Sinto que você está vivendo exatamente de acordo com o que disse agora. “Estou apenas me divertindo”. Você não fica mais estressado com treinos e testes, feito louco. Você não quer mais levar isso muito a sério.

Não, essa fase também foi divertida, mas já passou. Acredito que muitos querem vencer uma corrida de 125, se importam com o que as pessoas estão pensando deles.. eu realmente não me importo.

 

“Acredito que muitos querem vencer uma corrida de 125, se importam com o que as pessoas estão pensando deles.. eu realmente não me importo”

Ouvimos dizer também que você ganhou um espaço próprio dentro da Pro Circuit, só para você. Tem feito pesquisas e ajudado em desenvolvimentos?

Sim, tenho um espaço inteiro de 9 metros só para mim. Eu disse a Mitch (Payton) que eu ia colocar um pequeno sofá, uma TV e uma geladeira com cerveja.

 

Mas você tem trabalhado em projetos diferentes neste espaço?

Não, é apenas onde guardo minhas motos e faço a manutenção delas, porque minha garagem em casa virou uma sala de jogos. Minha garagem de motos é minha van Sprinter. Pedi ao Mitch um lugar próprio para mim na Pro Circuit e ele me cedeu um espaço que não estava sendo utilizado.

 

E o quanto é divertido pilotar uma 125? Como foi a corrida em Hangtown e qual a expectativa aqui em Washougal? Quão legal tem sido tudo isso?

Foi muito divertido. Em Hangtown eu estava meio fora de forma, então fiquei sem fôlego após quatro volta! Admito, tenho andado pouco de moto ultimamente. Treinei um pouco mais, então espero melhorar aqui Washougal.

 

Carona on board com Villopoto em Washougal (corrida completa)

E como foram os primeiros momentos logo após a aposentadoria, o que você fez?

Foi bom porque tirei um tempo para não fazer nada. Por dois anos não fui basicamente a lugar nenhum em termos de corrida. Agora estou de volta, mais envolvido. É bom estar de volta e se envolver novamente. Por um tempo, não quis ver uma moto suja de barro na minha frente. Agora estou empolgado de novo, envolvido e me divertindo.