Suzuki oficializa retirada das equipes do Mundial de Motocross

Jasikonis ainda está sem equipe no Mundial

 

A Suzuki oficializou na manhã desta segunda-feira, 23, a retirada das equipes do Mundial de Motocross, tanto na MXGP quanto na MX2. Os times eram chefiados por Stefan Everts.

Além disso, a fábrica encerra também as atividades no campeonato japonês de motocross.

Nos Estados Unidos, onde a fábrica tem seu maior número de consumidores, segue com a equipe JGR Yoshimura Suzuki.

A nota da Suzuki fala em “reestruturação de negócios” e “revisão nas operações”, e deixa claro que continuará produzindo as motos RM-Z250 e RM-Z450.

Fica aberta também a possibilidade de um retorno ás competições no futuro. O texto fala em “suspensão” das atividades em 2018.