Search

Ryan Dungey anuncia aposentadoria aos 27 anos

Dungey aposentadoria

Piloto pára de competir aos 27 anos – Foto: Simon Cudby

 

Ryan Dungey anunciou sua aposentadoria da carreira de piloto profissional na tarde desta terça-feira, 16. Aos 27 anos (completa 28 em dezembro deste ano), o atleta da Red Bull KTM falou ao vivo na página de Facebook do Supercrossonline em um evento da KTM. Sua última corrida como profissional foi a final do AMA SX, em Las Vegas, no dia 6 de maio, quando conquistou o quarto título da 450 nesta competição.

No discurso, Dungey fez um resumo da sua carreira – que tem quatro títulos de AMA Supercross na 450 e três de AMA Motocross na 450 – e agradeceu patrocinadores, equipe, treinador, mecânico, família, imprensa e todos que fizeram parte da jornada de mais de 20 anos de piloto.

– A verdade é que nosso esporte é difícil, a temporada é longa e requer um bocado de sacrifício, trabalho duro e disciplina para se manter no topo. Por fim, agradeço a Deus por ter me guiado na direção correta. Esta temporada foi difícil. Me sinto no melhor momento da minha vida, fisicamente. Mas confesso que neste ano lutei muito mentalmente. Eu poderia apenas pegar o dinheiro e correr, mas não é o do jeito que eu sou. Se manter saudável e focado é difícil. Disse que este campeonato foi o mais difícil da minha carreira, não somente pela disputa dentro da pista, mas porque tive que lutar muito mentalmente – falou sobre a temporada.

– Estou pronto para seguir adiante. Apesar de me afastar das corridas, quero continuar envolvido com o esporte, onde fiz muito amigos e aprendi muito. Quero ver o que o próximo capítulo vai me trazer. Espero que eu tenha contribuído para o esporte, e quero continuar contribuindo – complementou.

Dungey deixou claro que vai tirar um período de férias e que ainda não sabe que tipo de cargo almeja para seu futuro no esporte. Falou que não tem a pretensão de ser chefe de equipe pois respeita muito Roger DeCoster e não se sente tão capacitado quanto seu mentor.

 

Reveja a coletiva da aposentadoria (em inglês)

 

A carreira de Ryan Dungey

Ryan Dungey nasceu em 4 e dezembro de 1989, em Belle Pleine, no estado de Minnessota, Estados Unidos. Sua gama de títulos o coloca entre os maiores pilotos da história ao lado de Jeremy McGrath, Ricky Carmichael, Ryan Villopoto, James Stewart, Chad Reed e outros.

Com estilo conservador, muito técnico e sempre concentrado, Ryan Dungey ganhou cinco títulos de AMA Supercross (um na 250 e quatro na 450) e quatro títulos de AMA Motocross (um na 250 e três na 450). Foi também tricampeão do Motocross das Nações com o time dos EUA.

AMA SX 250 Oeste (2009)
AMA SX 450 (2010, 2015, 2016, 2017)
AMA MX 250 (2009)
AMA MX 450 (2010, 2012, 2015)
MX das Nações (2009, 2010, 2011)

Depois de ser campeão da 250 nos dois campeonatos em 2009, subiu para a categoria principal e faturou os dois títulos na campanha de estreia. Nos anos seguintes, seu “xará” Ryan Villopoto roubou a cena e faturou os principais campeonatos até anunciar a aposentadoria em 2015. Mas Dungey se manteve focado e se igualou a RV em número de títulos no AMA SX.

Na história do AMA Supercross, Dungey é o sexto piloto com maior número de vitórias na categoria principal. Veja o Top 10 abaixo:

1. Jeremy McGrath – 72
2. James Stewart – 50
3. Ricky Carmichael – 48
4. Chad Reed – 44
5. Ryan Villopoto – 41
6. Ryan Dungey – 34
7. Ricky Johnson – 28
8. Bob Hannah – 27
9. Jeff Ward – 20
10. Damon Bradshaw – 19

No AMA Motocross, é o segundo maior vencedor de corridas da história, atrás apenas de Ricky Carmichael. Dungey tem 39 vitórias na categoria principal, enquanto RC tem 76 “topo de pódio”.

Dungey também foi destaque fora das pistas. Foi o primeiro atleta de motocross a estampar a caixa do famoso cereal Wheaties, e também foi eleito pela ESPY o melhor atleta de esportes de ação em 2015 e 2016.