Quantos mil dólares cada marca oferece em programas de contingência nos EUA

programas de contingência nos EUA

 

A chegada do bLU cRU Yamaha ao Brasil fez as pessoas entenderem melhor o que é um programa de contingência, algo que já acontece com frequência (e com todas as marcas) nos Estados Unidos.

A MX Sports – promotora do AMA MX – calculou cerca de 6 milhões de dólares em programa de contingência para os pilotos na temporada 2018.

Graças ao apoio dos seis fabricantes que disputam a competição (Honda, Husqvarna, Kawasaki, KTM, Suzuki e Yamaha), o total combinado entre programa de contingência, bolsa profissional e premiação em dinheiro resulta no valor recorde na competição.

– O apoio deles ao campeonato e nossos atletas excepcionalmente talentosos é um testemunho da força da popularidade do esporte, além de sinalizar o papel vital que o AMA Motocross desempenha no desenvolvimento saudável da indústria de motos de competição, através da influência bem-sucedida que os nossos pilotos exercem sobre os consumidores – disse Davey Coombs, presidente da MX Sports.

 

Veja os valores por marca

Alguns detalhes são importantes nestes programas de contingência.

Nos EUA, as marcas exigem que os pilotos se cadastrem previamente, andem com moto que seja no máximo do ano anterior (2017 no caso desta temporada), e que a moto preserve as características originais (plásticos na cor original e logomarcas expostas).

Confira!

 

Honda / U$ 1.135.200,00

Clique na imagem para ampliar

A Honda oferece mais de um milhão de dólares no seu programa de contingência (são quase 100 mil por etapa).

Se um piloto privado de Honda ganha uma corrida do AMA MX, leva pra casa 5 mil dólares (tanto na 250 quanto na 450).

O quinto colocado, se for privado e estiver de Honda, embolsa 1.500 dólares. E até o último colocado, se for privado e estiver de Honda, ganha 150 dólares.

> Clique aqui para ver mais detalhes

 

Yamaha / U$ 930.000,00

Clique na imagem para ampliar

A Yamaha tem seu bLU cRU em mais de 80 competições nos EUA. São mais de 3 milhões de dólares oferecidos. No AMA Motocross, o valor se aproxima de 1 milhão.

> Clique aqui para ver o programa completo

 

KTM / U$ 1.194,000,00

Clique na imagem para ampliar

A KTM oferece mais de 100 mil dólares a cada etapa do AMA Motocross. Caso um privado, de KTM, ganhe a corrida, pode comprar duas motos zero quilômetro nos Estados Unidos com o prêmio.

> Clique aqui para ver mais detalhes

 

Husqvarna / U$ 259.200,00

Clique na imagem para ampliar

A Husky é mais modesta e oferece U$ 21.600 por etapa, com um total de U$ 259.200 na temporada. Do primeiro ao décimo, são 600 dólares. E do 11º ao 22º são 400 dólares.

> Clique aqui para ver mais detalhes da Husky

 

Kawasaki / U$ 1.494.000,00

Clique na imagem para ampliar

A Kawasaki é a marca que mais oferece prêmios em competições pelos EUA. São cerca de 9 milhões de dólares em diversas competições. Só no AMA MX, o oferecido chega a quase 1,5 milhão.

> Clique aqui para ver mais detalhes

 

Suzuki / U$ 781.200,00

A Suzuki tem uma tabela parecida com a Yamaha no AMA Motocross, oferecendo 10 mil a um eventual vencedor privado de Suzuki, 5 mil ao segundo colocado, 3 mil ao terceiro, e até 200 dólares para o último.

 

AMA Motocross 2018

A temporada começa no dia 19 de maio, com a etapa de abertura em Hangtown, na Califórnia.

Eli Tomac e Zach Osborne defendem o título, respectivamente, nas categorias 450 e 250.

No total, serão 12 etapas percorrendo as mais lendárias e icônicas pistas de motocross dos Estados Unidos, visitando um total de 11 estados, coroando os campeões na grande final no dia 25 de agosto, durante a última etapa, o Ironman National.

 

Calendário AMA Motocross 2018

19 de maio: Hangtown Motocross Classic – Sacramento, Califórnia

26 de maio: Glen Helen National – San Bernardino, Califórnia

2 de junho: Thunder Valley National – Lakewood, Colorado

16 de junho: High Point National – Mt. Morris, Pensilvânia

23 de junho: Tennessee National – Blountville, Tennessee

30 de junho: Southwick National – Southwick, Massachusetts

7 de julho: RedBud National – Buchanan, Michigan

21 de julho: Spring Creek National – Millville, Minnesota

28 de julho: Washougal National – Washougal, Washington.

11 de agosto: Unadilla National – New Berlin, Nova York

18 de agosto: Budds Creek National – Mechanicsville, Maryland

25 de agosto: Ironman National – Crawfordsville, Indiana