Search

Primeira vitória da temporada 2014

ArenaCross-Blumenau-BRMX-116-2

Foto: Mau Haas / BRMX

 

Olá a todos!

No dia 22 de fevereiro aconteceu a primeira prova do ano. Depois de várias semanas de treinamentos, finalmente chegamos às corridas e à hora de competir. A pré-temporada foi muito boa, sem acidentes e muito variada. Pude treinar bastante o físico, assim como com a nova YZ 450F, tanto na Espanha como no Brasil. Ao chegar no Brasil me foquei no Arena Cross, pois era o campeonato que começava primeiro.

>>> Veja as corridas na íntegra!
>>> Confira a galeria de fotos das corridas!
>>> Acesse a galeria de fotos dos treinos!

A nova Yamaha veio realmente bem em 2014, e embora no momento a preparação esteja limitada, em breve poderemos melhorar ainda mais. Esta última semana podemos trabalhar mais a fundo com Goby Racing no centro de treinamento da equipe. Estou muito contente com o resultado, e tem sido muito importante ter meu preparador de suspesões aqui no Brasil para conseguir a confiança necessária.

Nos centramos na corrida. A abertura foi em Blumenau, no estado de Santa Catarina, que chamamos de “nossa casa”. Choveu muito na sexta-feira à noite, a pista estava bastante macia, ficando muito complicada. Com uma seção de costelas bem comprida, a pista era longa e com muitos buracos, precisava me concentrar 100%.

ArenaCross-Blumenau-BRMX-41-2

Na volta de apresentação – Foto: Mau Haas / BRMX

 

Os treinos foram regulares. Nos treinos livres fiz segundo atrás de Wellington Garcia, e nos cronometrados terminei em quarto. Estava difícil fazer uma boa volta, com os nervos de estreia e a dificuldade da pista houve muitos tombos e bandeiras amarelas.

Na primeira bateria, depois de largar muito bem, cheguei à primeira curva junto com Jean Ramos. Ele abriu o traçado ao máximo e me deixou preso em cima das faixas. Duas curvas à frente, Wellington Garcia caiu na minha frente, e apesar de bater em sua moto consegui seguir e partir do sétimo lugar. Me sentia muito bem e cheguei ao quarto lugar muito rápido, porém aqui me encontrei com Leandro Silva que lutava com tudo pelo pódio. Quase dez minutos brigando a cada curva, ele caiu e pude chegar no segundo colocado, Julien Bill. Passei ele rápido. Jean Ramos tinha tanta vantagem, que nem se quer o ví. Pensava que estava em primeiro e controlei Bill, e somente no fim me dei conta que o Jean Ramos ganharia. O pitlane estava muito cheio e era difícil ver a placa. Sei que se quisesse ganhar do Jean Ramos, teria que fazer muito melhor na segunda bateria.

Na última bateria me coloquei mais por dentro do gate. Não tive uma boa largada, mas na primeira curva estava em segundo atrás de Julien Bill e comecei a atacar. Me precipitei demais, e acabei caindo. Me levantei muito rápido, mas perdi muitas posições. Quando cheguei na próxima curva, meu traçado se cruzou com a do Leandro Silva, e acabei no chão de novo. Me levantei em décimo, porém com toda a corrida pra acontecer. Consegui bons traçados e, pouco a pouco, cheguei ao primeiro lugar. A seção de costeletas estava muito complicada, e tinha que arriscar neste ponto se queria chegar em primeiro. Saí muito bem, pois aos 10min estava na cabeça.

campano

Nas costelas – Foto: Mau Haas / BRMX

 

Assim, saímos da primeira prova liderando o campeonato e com sensações boas. É preciso seguir trabalhando duro e agora vamos nos focar no motocross para nos preparar pro Mundial, que será disputado aqui perto de casa.

“Um saludo a todos y hasta próxima!”

*Tradução: Christine Wesendonk