Pilotos Yamaha Monster Energy Geração disputam 5ª etapa do Brasileiro de MX 2018

Todos querem manter o number plate vermelho de líder

 

Carlos Campano lidera a MX1.

Fabio Santos comanda a MX2.

Tallys Nathan é o ponteiro na MX2-Junior.

É na liderança destas três categorias que a Yamaha Monster Energy Geração chega à quinta etapa do Brasileiro de Motocross 2018.

A competição acontece neste fim de semana, 4 e 5 de agosto, na cidade de Extrema, Minas Gerais, com transmissão ao vivo no Facebook da Yamaha do Brasil – clique aqui para ver!

Carlos Campano faz uma temporada muito consistente.

Em todas as corridas deste ano, terminou sempre entre os três melhores.

Lidera o campeonato da principal classe (MX1/450) com 4 pontos de vantagem sobre o equatoriano Jetro Salazar, e 7 pontos a mais que o português Paulo Alberto (que também compete de Yamaha).

Fabio Santos se recuperou de um início de campeonato ruim na MX2/250.

Na primeira etapa, abandonou a prova, mas batalhou e assumiu a liderança do certame na rodada passada, quando venceu as duas baterias.

Chega a Extrema com 6 pontos de vantagem para o vice-líder, Pepê Bueno (que também compete de Yamaha).

Tallys Nathan ganhou 3 das 4 corridas realizadas neste ano na categoria MX2-Junior (motos de 250cc e pilotos com idade até 18 anos).

É líder com 4 pontos de vantagem sobre Bruno Schmitz.

Jean Ramos está recuperado das lesões sofridas no primeiro semestre e inicia a segunda fase do campeonato cheio de vontade de voltar a vencer.

O paranaense busca sua primeira vitória do ano no Brasileiro de Motocross em Extrema.

Por fim, na categoria Elite MX, que une os melhores da 250 e os melhores da 450, Carlos Campano está na terceira colocação, a 9 pontos do líder, enquanto Fabio Santos é o quarto colocado, sendo o melhor de 250 nesta disputa.

Confira abaixo a expectativa dos pilotos.

 

Carlos Campano #115

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F

Líder da categoria MX1

3º colocado na categoria Elite

– O campeonato está muito disputado. São poucos pontos que separam os 3 primeiros. Agora é verão na Espanha e eu pude treinar bastante, andei bem nas últimas etapas do campeonato espanhol. Me sinto ainda mais forte. Minha preparação está chegando ao nível que desejo, perto dos 100%. Imagino que a fase final do campeonato vai ser boa para mim. A pista de Extrema é estreita, difícil de ultrapassar, mas me dei bem lá nos dois últimos anos. Mesmo machucado, consegui ganhar lá dois anos atrás, em ano passado também vencia a etapa de Extrema. Acho que tem tudo para ser um bom fim de semana.

Carlos Campano

 

Jean Ramos #10

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F

5º colocado na categoria MX1

4º colocado na categoria Elite

– Tivemos uma pausa grande (entre a quarta e quinta etapas) e eu consegui treinar bastante técnica e fazer bastantes mudanças no equipamento. A evolução foi boa e por isso a expectativa é boa também. O foco é fazer boas largadas para tentar lutar pelas 3 primeiras colocações. Sei que tenho velocidade para brigar por vitórias novamente. O principal foco da fase final do campeonato é estar entre os melhores.

Jean Ramos

 

Fábio Santos #4

Categoria MX2 / Moto Yamaha YZ 250F

Líder na categoria MX2

5º colocado na categoria Elite

– Este tempo sem corrida após a última etapa, na qual assumi a liderança do campeonato, treinei bastante meus erros e estou me sentindo muito bem com a moto e muito confiante. Espero fazer boas largadas e boas baterias para sair com a vitória em uma etapa bem próxima da minha casa para ampliar a vantagem no campeonato.

Fábio Santos

 

Tallys Nathan #183

Categoria MX2-JR / Moto Yamaha YZ 250F

Líder na categoria MX2-Junior

– Estou me sentindo muito bem, tanto fisicamente quanto tecnicamente, e totalmente bem com a moto. Fiz algumas corridas regionais neste período de folga do Brasileiro de Motocross, venci, mantive a confiança e o ritmo de prova. Espero ganhar em Extrema e manter a liderança do Brasileiro.

Tallys Nathan

 

Classificação após 4 etapas

MX1

  1. Carlos Campano / 152 pontos
  2. Jetro Salazar / 148 pontos
  3. Paulo Alberto / 145 pontos
  4. Hector Assunção / 119 pontos
  5. Jean Ramos / 116 pontos

 

MX2

  1. Fabio Santos / 144 pontos
  2. Pepê Bueno / 138 pontos
  3. Gustavo Pessoa / 137 pontos
  4. Lucas Dunka / 116 pontos
  5. Fredy Spagnol / 100 pontos

 

Elite MX

  1. Jetro Salazar / 69 pontos
  2. Paulo Alberto / 68 pontos
  3. Carlos Campano / 60 pontos
  4. Fabio Santos / 41 pontos
  5. Hector Assunção / 40 pontos

 

MX2-Junior

  1. Tallys Nathan / 95 pontos
  2. Bruno Schmitz / 91 pontos
  3. João Lino / 80 pontos
  4. João Xavier / 62 pontos
  5. Vanderlei Junior / 53 pontos