OPINIÃO DO LEITOR: A troca de suspensão por Ken Roczen

Olá galera do BRMX, meu nome é Henrique Calixto. Sou mecânico e preparador da HC Racing, em Sete Lagoas, Minas Gerais.

Estou aqui hoje para comentar uma curiosidade sobre Ken Roczen.

Cerca de um ano atrás, vimos o Roczen sofrer uma queda incrível que atrapalhou toda sua temporada de 2017 em sua nova moto e nova equipe – HRC. E o fato que chamou muita atenção foi que as Hondas de fábrica tinham suspensões da marca SHOWA, mas a equipe americana utilizava o kit de suspensões da KAYABA (KYB).

Claro que isso pode ser apenas um caso de patrocínio, ou até mesmo por causa de escolha própria dos pilotos, já que Roczen veio da Suzuki e utilizava as KYB, e pode ter optado por continuar usando a marca.

Mas o que chama atenção é que desde que Roczen voltou a treinar de moto, ainda no ano passado, voltou sem os adesivos de marca de suspensão na sua moto. Só perto do fim do ano que começou a usar a suspensão SHOWA, e até agora está com ela.

Seria esta troca um caso relacionado ao tombo da temporada de 2017? Vale dizer que Cole Seely continua usando a suspensão da KAYABA em sua moto.

Quem anda de moto, tanto no motocross, enduro ou as trilhas dos finais de semana, sabe o o quanto é importante um bom acerto de suspensão. Uma suspensão bem preparada melhora muito a nossa tocada.

Fato é que suspensão costuma ser um grande problema na vida de alguns pilotos. Esperamos que Roczen, com sua nova suspensão, volte a dar o show na pista como sempre fez.

Na primeira etapa já vimos que já está acelerando forte, não como antes, mas não demora muito a voltar a seu mais alto nível.

Chad Reed também provocou um alvoroço poucos dias antes da abertura em Anaheim ao postar uma foto em eu Instagram da sua Husqvarna – que originalmente vem equipada com suspensões WHITE POWER (WP) – com um kit KAYABA.

Até rolou uma dica pública do rei Ricky Carmichael para Reed sobre essa troca de suspensões. RC sugeria que CR devesse optar pela SHOWA.

Vamos para as próximas etapas do supercross pra saber se devidas mudanças foram de boas escolhas ou não.

 

Roczen em 2017, de KYB

 

Roczen em 2018, de SHOWA

 

Henrique Calixto contribuiu voluntariamente com o BRMX. Se você também tem uma opinião/observação pertinente, mande para nós no e-mail brmx@brmx.combr.