Mundial de Enduro 2018: Crivilin no GP da Estônia neste fim de semana

Depois de conquistar o melhor resultado de um brasileiro no Mundial de Enduro, Bruno Crivilin encara neste final de semana a terceira etapa da temporada, na Estônia – Foto: EnduroGP

 

Na Estônia desde o último domingo, 27 de maio, o brasileiro Bruno Crivilin enfrenta neste final de semana os melhores pilotos do mundo mais uma vez.

A terceira etapa do Mundial de Enduro 2018 será disputada com tempo seco e terrenos muito arenosos.

Desta vez, ao contrário das duas primeiras etapas, onde não tinha estrutura de equipe para suporte, ele conta com o apoio da Zanardo/ Jolly Racing, que é uma das melhores do circuito e conta com o líder do Mundial, Alex Salvini.

O líder do Brasileiro de Enduro aproveitou a semana para se aclimatar e reconhecer as especiais, além de preparar a moto e testá-la.

Segundo Crivilin, a expectativa é a melhor possível, por causa da estrutura e porque gostou bastante das especiais.

– Já estou na Estônia desde o último domingo, foi bom para me aclimatar e acostumar com o fuso horário, são seis horas de diferença para o Brasil. Na quarta-feira já comecei a caminhar nas especiais. Gostei bastante das especiais, são bem mistas, sendo que o Extreme Teste e o Enduro Teste serão bem técnicos, bem duros, acho que o Enduro Teste vai dar por volta de uns 12 minutos, onde a chance de errar é muito grande. Tem que ter um cuidado extra também com a moto, a chance de estragar é muito grande, são muitas pedras. Eu gosto desse estilo e gostei bastante das especiais. O Extreme é curto, mas bem difícil, com subidas e descidas bem íngremes de areia, acho que vai ser bem desafiador. O Cross Teste é em uma pista de areia, com saltos e curvas também em areia, muito legal, com uma parte de single track com muita areia e curvas. A expectativa é boa demais, acho que vou conseguir andar melhor que nas outras etapas, já estou mais familiarizado com o tipo de competição e o nível das disputas e quero ver se consigo um resultado melhor para o Brasil e mais do que isso, subir na classificação do campeonato –  relatou Crivilin.

A prova conta com três especiais cronometradas: um Enduro Teste, um Cross Teste e um Extreme Teste e serão três voltas no sábado e mais três no domingo.

Nesta sexta-feira, 1º de junho, acontece o Superteste, que define a ordem de largada e já começa a contar tempo para a prova.

O Superteste está programado para as 19h45 (13h45 no Brasil).

No sábado e domingo a prova começa às 9h (3h da madrugada no Brasil).

Depois de enfrentar baixas temperaturas na Espanha e muito calor em Portugal, Bruno Crivilin contará com temperaturas amenas na Estônia – Foto: Jaume Soler Movies