Motocross das Nações 2018: equipes confirmadas para RedBud

Ao lado de Tomac e Plessinger, Barcia tem a missão de levar os Estados Unidos ao título em casa, após sete anos da última conquista

 

Resta pouco mais de um mês para o Motocross das Nações 2018, marcado para os dias 6 e 7 de outubro na pista de RedBud, nos Estados Unidos.

E, como não poderia deixar de ser, conforme a data vai se aproximando, o evento vai tomando forma, já que, nesta época, é comum cada vez mais países anunciarem suas respectivas equipes para a chamada “Olimpíadas do Motocross”.

Abaixo segue uma lista dos países que já confirmaram suas equipes e pilotos.

Essa edição promete ser uma das mais disputadas dos últimos anos, já que a maioria dos favoritos ao título estão com seus melhores pilotos confirmados.

Vale tudo para desbancar a França, que conquistou consecutivamente as últimas quatro edições.

Destaque especial para a equipe americana, que além do time forte, vai correr em casa, contando com o apoio de seus fanáticos torcedores.

Os donos da casa são os maiores vencedores da história do evento, com 22 conquistas, a última há sete anos, em 2011, na pista de Saint Jean D’Angely, França.

 

Equipes para o Motocross das Nações 2018

França

Gautier Paulin (MXGP)

Dylan Ferrandis (MX2)

Romain Febvre (Open)

 

Holanda

Jeffrey Herlings (MXGP)

Calvin Vlaanderen (MX2)

Glenn Coldenhoff (Open)

 

Grã-Bretanha

Tommy Searle (MXGP)

Ben Watson (MX2)

Max Anstie (Open)

 

Bélgica

Clement Desalle (MXGP)

Jago Geerts (MX2)

Jeremy Van Horebeek (Open)

 

Suíça

Valentin Guillod (MXGP)

Jeremy Seewer (MX2)

Arnaud Tonus (Open)

 

Austrália

Kirk Gibbs (MXGP)

Hunter Lawrence (MX2)

Mitch Evans (Open)

 

Estônia

Tanel Leok (MXGP)

Hardi Roosiorg (MX2)

Harri Kullas (Open)

 

Estados Unidos

Eli Tomac (MXGP)

Aaron Plessinger (MX2)

Justin Barcia (Open)

 

Canadá

Colton Facciotti (MXGP)

Jess Pettis (MX2)

Kaven Benoit (Open)

 

Irlanda

Graeme Irwin (MXGP)

Martin Barr (MX2)

Stuart Edmonds (Open)

 

Porto Rico

Kevin Windham (MXGP)

Ryan Sipes (MX2)

Travis Pastrana (Open)

 

Alemanha

Ken Roczen (MXGP)

Henry Jacobi (MX2)

Max Nagl (Open)

 

Nova Zelândia

Cody Copper (MXGP)

Dylan Walsh (MX2)

Rhys Carter (Open)

 

República Tcheca

Vaclav Kovář (MXGP)

Martin Krč (MX2)

Martin Michek (Open)

 

Brasil

Gustavo Pessoa (MXGP)

Enzo Lopes (MX2)

Fabio Santos (Open)

 

África do Sul

Michael Docherty (MXGP)

Bradley Lionnet (MX2)

Caleb Tennant (Open)

 

Países que ainda devem confirmar suas equipes (baseado na classificação final da edição 2017)

Itália, Suécia, Dinamarca, Eslovênia, Rússia, Portugal, Espanha, Eslováquia, Noruega, Letônia, Croácia, Ucrânia, Islândia, Argentina, Finlândia, Polônia, Hungria, Grécia, Lituânia, Tailândia, Luxemburgo, Israel e México.