Luís Oliveira vence terceira etapa e mantém invencibilidade na temporada 2017

Luís Oliveira, vencedor das categorias Elite e Geral na terceira etapa – Foto: Luís Bueno / PubliX

 

A estreia da Copa EFX Brasil em Itatinga, São Paulo,  foi um grande sucesso em todos os sentidos. Disputada neste domingo, 4, a terceira etapa do campeonato foi um evento completo, prestigiado por mais de 120 pilotos de enduro, com presença marcante do público e disputas emocionantes por incríveis trilhas do interior paulista.

Sempre trazendo inovações para a modalidade, desta vez a competição transmitiu ao vivo pela internet a passagem das motos no Extreme Teste, e os espectadores presentes na prova também puderam assistir as imagens em um telão montado no local de concentração das equipes. No total, os competidores percorreram três voltas por um trajeto de 41 quilômetros, onde dois Enduro Testes completaram as três especiais cronometradas do dia.

Com a ausência dos tradicionais concorrentes, Oliveira teve como principais oponentes os jovens talentos da Júnior. Segundo colocado na Geral, Gabriel Soares, o Tomate, foi crescendo na prova e conquistou a liderança da categoria próximo ao final.

– Foi uma prova boa. Me sai bem, mas, na primeira volta não consegui andar tão rápido, acabei tomando um pouco de tempo dos adversários. Na segunda volta fui mais constante, fiquei mais calmo e pude tirar a diferença. Ai, na terceira volta só mantive isso e consegui a vitória – explicou o piloto que completou a dobradinha da Honda na Geral. Vinícius Calafati, da Sacramento Racing, fez o segundo tempo da Júnior, terceiro da Geral.

Victor Miranda, vencedor da E1 à frente de Júlio César Zavatti, o Bissinho, considerou que a modalidade esteve muito bem representada em Itatinga.

– O dia foi bem legal. Foi uma etapa com três especiais bacanas, enduro de verdade. A trilha era mais travada, com muitos trechos de pedra. Mas consegui fazer uma prova bem limpa e faturei a categoria – comentou Victor que também fechou a rodada no quarto lugar da Geral.

Na E4, a disputa segue com Bruno Martins ditando o ritmo. O piloto da equipe Rinaldi ASW Zanol Team, além de manter a invencibilidade na sua classe de origem, surpreendeu levando sua Honda CRF 230F ao quinto tempo na Geral. Fabrício Lasmar Silva e Vitor Martins Menino concluíram a etapa na segunda e terceira colocações da E4, respectivamente.

O experiente Nielsen Bueno, sexto colocado da Geral, conquistou mais uma vitória na E35 e gostou tanto da prova que queria de ter rodado um pouco mais pelas trilhas de Itatinga.

– A etapa foi só sucesso, um espetáculo e realmente muito divertida. Para falar a verdade, acho que três voltas foi pouco. O nível estava muito forte, com dificuldades bem grandes e ao mesmo tempo com muito espaço para acelerar. Então foi muito prazeroso. Uma etapa para deixar saudade – descreveu o mineiro que além de piloto é chefe da equipe Sacramento Racing.

Nicolas Rodriguez também se encantou com o percurso. O jovem piloto carioca venceu a categoria E3 superando Rafael Silvestre e Flávio Yatsugafu.

– Foi uma prova muito técnica. Exigia concentração o tempo inteiro. Por exemplo, tinha uma parte de travessia no rio que tinha que tomar muito cuidado para não atolar. Enfim, foi uma prova muito boa. A organização está de parabéns – declarou Nicolas.

Refletindo o crescimento no enduro, a categoria Feminina marcou recorde de inscrições. Mesmo com maior concorrência, Janaína Souza manteve o domínio na classe.

– Foi espetacular! Acredito que venci todas as especiais do dia. Com isso garanti mais uma vitória no campeonato e disparei na liderança para terminar mais um ano bem. Fiquei muito contente e também feliz por ter 14, 15 mulheres participando. Isso mostra que a categoria está crescendo, se tornando mais competitiva. E o público aqui foi sensacional, vibrando de perto no Extreme Teste – contou a paulista da equipe Honda Motofield. Bárbara Neves fechou o percurso no segundo lugar e Luciana Timm no terceiro.

Os demais vencedores individuais da etapa foram Washington Silva (E2), Fabio Bizarria (Over45), Washington Caipira (Over 50), Thyrso Aragão (E5), João Paulo Fornazari (E6), Felipe Nunes (E CRF230), Ricardo Dal Fabbro (Trilheiros Importada) e Flávio Augusto Oliveira (Trilheiros Nacional).

Na disputa por equipes, a KTM Sacramento Racing venceu pela primeira vez na temporada, colocando seus três principais pilotos dentro do seis mais rápidos da etapa. A Honda Motofield também brilhou e faturou a segunda posição acompanhada da equipe CTC em terceiro. R&D/Os Aloprados e HSS completaram os cinco melhores times da terceira etapa.

A Copa EFX Brasil promove a quarta etapa da temporada 2017 no dia 23 de julho. O Adrenatrilha Trail Club promete divulgar mais detalhes do evento em breve.

 

Resultados

Elite
1. Luís Miguel Anjos Oliveira, 0:26:11.22

Júnior
1. Gabriel Lucas Soares, 0:27:07,03
2. Vinícius Calafati Ribeiro, 0:27:13,07

E1
1. Victor Camargo Miranda, 0:28:11,05
2. Júlio César Zavatti, 0:28:51,09
3. Rodrigo Matavelli Pagano, 0:31:27.47
4. Bruno Navas de Araujo, 0:33:42.74
5. João Lucas, 0:35:49.33

E2
1. Washington Pereira Silva, 0:32:32.15
2. Renan Bueno da Silva Filho, 0:33:04.45
3. Claudiney da Silva Couto, 0:33:22.07
4. Rodolfo Ripamonti, 0:34:46.52
5. Luis Zapparoli, 0:37:03.54

E3
1. Nicolas Rodriguez Rodriguez, 0:30:56.27
2. Rafael Pasqua Silvestre, 0:32:30.43
3. Flavio Yatsugafu, 0:39:06.86
4. Gabriel de Carvalho Minardi, 0:40:32.09
5. Bruno Russo, 0:42:07.80

E4
1. Bruno Batista Martins, 0:30:24.15
2. Fabrício Lasmar Silva, 0:31:50.84
3. Vitor Martins Menino, 0:32:50.31
4. Yuri de Menezes Alves Magalhães, 0:34:12.74
5. Wylgner de Souza Baptista, 2:20:49.48

Over 35
1. Nielsen Bueno, 0:30:47.06
2. Marcos Pereira Betencorte, 0:31:07.23
3. Luciano de Menezes, 0:33:21.45
4. Marcio Tazzinazo Grandão, 0:35:52.90
5. Carlos Renato de Paula, 0:37:33.55

Over 45
1. Fábio Bizarria, 0:34:29.05
2. Júlio César Pereira, 0:35:43.41
3. Marcelo Ravagnani, 0:40:11.10
4. Fernando Amaro, 0:41:14.22
5. Agnaldo Ferreira Barreto, 0:45:43.40

Over 50
1. Washington Caipira, 0:38:26.66
2. Jefferson Colantonio, 0:40:27.64
3. Hudson de Goes Vieira, 0:47:21.20
4. Fábio José Barnabé, 2:22:35.85
5. César Augusto Curi Menconi, 5:10:00.00

E5
1. Thyrso Aragão, 0:33:54.83
2. Marcos de Ulhoa Canto Gebhardt, 0:31:07.23
3. Murilo Silveira Rodrigues, 0:36:30.08
4. Caio Zanettin, 0:37:14.53
5. Miguel L. Miranda, 0:38:09.85

E6
1. João Paulo Fornazari, 0:34:10.00
2. Valdimir Leite (Miro), 0:37:56.68
3. João Fellipe Borges Cardozo, 0:37:58.92
4. Gustavo Vieira Pereira, 0:38:42.02
5. Felipe Lima, 0:40:34.87

E CRF 230F
1. Felipe Manduca Nunes, 0:33:47.26
2. Olacir Pontieri Filho, 0:34:25.76
3. Edmilson Júnior, 0:38:24.73
4. Fábio de Oliveira Raimundo, 0:42:35.87
5. Rodrigo Rorigues Araujo, 0:45:25.27

Feminina
1. Janaína Souza, 0:37:17.60
2. Bárbara Neves Gonzaga, 0:37:43.41
3. Luciana Timm Tripaseca, 0:46:29.55
4. Tainá Aguiar, 1:04:02.14
5. Aline Gorgulho, 1:10:33.19

Trilheiros Importada
1. Ricardo Rodrigues Dal Fabbro, 0:39:55.98
2. César Aleandro Rodrigues, 0:41:14.61
3. Léo Kauffmann, 0:44:56.39
4. Luiz Ciocchi Almeida Melo, 0:45:25.58
5. Celso Ramos, 0:52:56.02

Trilheiros Nacional
1. Flávio Augusto Norato Oliveira, 0:41:22.07
2. Gustavo Manduca Nunes, 0:41:37.77
3. Pedro Henrique Ramos da Silva, 0:43:39.78
4. Lucas Marega, 0:44:09.42
5. Guilherme Ciocchi Almeida Melo, 0:45:54.51

Resultado por Equipes

1. Sacramento Racing, 1:26:12.22
5. Vinícius Calafati Ribeiro
6. Victor Camargo Miranda
33. Nielsen Bueno

2. Honda Motofield, 1:32:49.48
9. Júlio César Zavatti
34. Marcos Pereira Betencorte
30. Vítor Martins Menino

3. CTC, 1:35:58.85
20. Nicolas Rodriguez
19. Rafael Pasqua Silvestre
16. Washington Pereira Silva

4.R&D/Os Aloprados, 1:40:03.23
8. Rodrigo Matavelli Pagano
71. João Paulo Fornazari
80. Olacir Pontieri Filho

5. HSS, 1:50:18.33
42. Júlio César Pereira
36. Marcio Tazzinazo Grandão
76. Gustavo Vieira Pereira