Kuwait deve sediar etapa do Mundial de Motocross a partir de 2019

GP do Catar foi disputado pela última vez em 2017 – Foto: Dailymail

 

No fim de semana passado, a temporada 2018 da MotoGP começou pelo 15º ano consecutivo no Losail International Circuit, no Catar.

Enquanto as motos da MotoGP, Moto2 e Moto3 trepidavam no asfalto, a brisa forte só não chamava mais atenção do que a pista de motocross abandonada, na saída da curva.

Pista que entre 2013 e 2017 sediou o GP do Catar do Mundial de Motocross, etapa de abertura do campeonato nas cinco edições em que esteve presente no calendário.

Desde que o GP do Catar foi disputado pela primeira vez, em 2013, a prova chamou atenção por suas características únicas.

Os treinos classificatórios eram realizados na sexta-feira e as corridas no sábado à noite, já que se levava em consideração o calor insuportável dos desertos do Oriente Médio.

Na entrevista coletiva do GP do Catar do ano passado, a Youthtream afirmou que tinha outras possibilidades para realizar um GP no Oriente Médio.

Agora, ao que tudo indica, este retorno parece estar mais próximo de acontecer. Greg Atkins, consultor de pistas e ex-funcionário da Youthstream, criador de circuitos como o da Argentina e Assen, na Holanda, aparentemente tem trabalhado na construção de uma nova pista de motocross no Kuwait Motor Town.

O vasto complexo possui estrutura para abrigar uma série de eventos de automobilismo e motociclismo e sua inauguração estava inicialmente planejada para o início deste mês.

O Kuwait Motor Town ainda não possui nenhum contrato internacional para um evento sancionado pela FIM e o Mundial de Motocross poderá ser o primeiro.

– O Kuwait expressou seu interesse em organizar um MXGP no futuro, mas nada está confirmado ainda – disse David Luongo, da Youthstream.

– Eles estão construindo um complexo fantástico perde da Cidade do Kuwait – completou.

Será que em breve o Mundial de Motocross retornará ao Oriente Médio com o inédito GP do Kuwait?