Ken Roczen: “me sinto mais familiarizado em Glen Helen”

Roczen teve um ótimo desempenho em Glen Helen – Foto: Rich Shepherd

 

Ken Roczen superou suas próprias expectativas no AMA Motocross 2018.

Mesmo voltando às corridas após a segunda lesão mais grave de sua carreira e, sabendo que poderia levar algum tempo para acelerar no mesmo ritmo de antes, ele fez uma ótima segunda etapa em Glen Helen, no sábado, 26.

Na primeira bateria liderou sete voltas e terminou em terceiro.

Na segunda perdeu muito tempo na área mecânica e terminou em oitavo, ficando em quinto na soma das baterias.

O site RacerX Online conversou rapidamente com Roczen logo após as corridas.

Confira a tradução na íntegra.

 

Como foi o dia?

Liderei a primeira bateria por cerca de 20 minutos e depois caí para terceiro, mas mesmo assim foi bom.

Tentei atacar Marvin (Musquin) no final, mas os retardatários me “ferraram” muito e eu meio que me acomodei.

Alinhei para a segunda bateria com ainda mais “fome”.

Comecei bem, mas ouvi um barulho estranho vindo da moto.

Parecia que o motor ia explodir.

Os saltos são muito grandes em Glen Helen.

Acabou que havia uma pedra presa na roda dianteira e possivelmente era isso que estava fazendo o barulho.

Voltei para a pista e fiz a melhor corrida que poderia fazer.

Me dediquei pela equipe e por mim mesmo e chegamos em oitavo lugar, resultado que me deixou totalmente feliz.

Dei tudo de mim durante a corrida.

Andamos bem e fizemos melhorias na moto.

Estamos indo na direção certa.

 

Certamente melhor que na semana passada. Quanto melhor você se sentiu?

Eu me sinto mais familiarizado em Glen Helen.

Estamos trabalhando muito na moto e ainda não estamos 100% felizes, mas estamos trabalhando muito.

Acho que teremos melhores resultados quando eu começar a ter uma boa fase, onde poderei me preocupar apenas em pilotar.

Minha mão ainda não está 100%.

Os saltos aqui são muito grandes e as aterrissagens são planas.

Isso tornou tudo mais difícil para a minha mão e ela está definitivamente dolorida agora.

 

Foto: Rich Shepherd