Kawasaki encerra atividades da MX2 no Mundial de Motocross

Equipe oficial deixa de existir em 2018

 

O gerente de competições da Kawasaki, Jean Jacques Luisetti, confirmou que a equipe oficial da marca na MX2 encerra as atividades no Mundial de Motocross no fim desta temporada.

Em entrevista ao jornalista Adam Wheeler, Luisetti informa ainda que a Monster Energy saiu do projeto – que ajudou muito na decisão do encerramento – e estará apenas na equipe da KRT na classe MXGP.

– Tivemos uma temporada difícil, com a maioria dos nossos pilotos machucados. Isso teve um resultado impactante nos nossos resultados, e do ponto de vista econômico temos que dar um passo atrás e avaliar as finanças – disse.

– Infelizmente, a Monster Energy saiu do projeto da MX2. E se queremos fazer algo, queremos fazer 100%. O projeto com a CLS era de uma equipe oficial na MX2. Da parte da Kawasaki, estamos parando em 2018 para ver o que faremos no futuro – completou.

A marca, porém, continua com pilotos representantes na 250, como a equipe Steve Dixon DRT Team e o time Duth F&H. O que deixa de existir é o time oficial, a CLS Monster Energy Kawasaki Racing Team.