Search

Hot 5: Cairoli, Gajser, mudanças, Catar e MXoN na Argetina

Tem coisas boas aí.

 

1 :: Cairoli quer pegar Gajser

Cairoli na Argentina – Fotógrafo: Claudio Olguin Parra / BRMX

 

Tony Cairoli foi rápido na Argentina, mas levou quedas nas duas baterias que comprometeram seus resultados. Acabou em sétimo na soma das corridas e perdeu a liderança do campeonato para o esloveno Tim Gajser. Depois da corrida, afirmou que vai buscar o numberplate vermelho outra vez:

– Fiquei desapontado com o resultado porque deveria ter sido outro 1-1. Sentia que poderia pressionar Gajser nesta pista. Poderia ter sido uma corrida legal, mas ele levou com facilidade. Mas o campeonato é longo e posso recuperar – afirmou TC222.

 

 

2 :: Pilotos treinam na Califórnia

Jorge Prado – Fotógrafo: Claudio Olguin Parra / BRMX

 

Depois do GP da Argentina, muitos atletas voaram para a Califórnia, nos Estados Unidos, para treinar antes do GP do México, que acontecerá no dia 2 de abril. Jorge Prado, Jeremy Van Horebeek, Evgeny Bobryshev são alguns deles. Outros, como Jeffrey Herlings, preferiram viajar para a Europa.

 

 

3 :: Mudança no calendário

Ottobiano, na Itália

 

A Youthstream, organizadora do Mundial de Motocross, anunciou nesta quinta-feira, 23, mais uma mudança no calendário. A 11ª etapa, marcada inicialmente para a pista de Maggiora, será agora em Ottobiano, famoso circuito italiano localizado ao sul de Milão, cerca de 100 Km distante de Maggiora.

Maggiora enfrenta um problema corriqueiro às pistas de motocross. A área onde o circuito está montado é uma zona de preservação, e isso estaria impossibilitando a continuidade da realização de corridas lá. A mudança também chegou anunciando uma parceria entre as duas pistas, o que deu origem ao nome 8M Sport Group S.p.A., que irá gerir provas de diversos esportes automotores.

 

 

4 :: Catar deve sair da rota

Catar recebe evento há cinco anos

 

Após cinco anos consecutivos recebendo uma etapa do Mundial – a única noturna -, o circuito de Losail, no Catar, pode estar fora do calendário a partir de 2018. O contrato com a organizadora local se encerrou neste ano e a perspectiva de renovação é um tanto incerta.

Por outro lado, mais países do Oriente Médio têm interesse em sediar uma etapa do campeonato. Irã e Kuwait são dois deles que já receberam visitas do presidente da Youthstream, Giuseppe Luongo.

 

 

5 :: MXoN na Argentina?

Pista é elogiada pelos pilotos – Fotógrafo: Claudio Olguin Parra / BRMX

 

A pista de Villa la Angostura, na Argentina, recebe elogios desde o primeiro GP realizado lá, em 2015. Agora, alguns rumores indicam que o circuito receberia o MX das Nações em 2020. Seria bom demais, não?

Vale lembrar que o MXoN 2017 será em Matterley Basin, na Inglaterra. O de 2018 será nos Estados Unidos (possivelmente em RedBud). Em 2019, a probabilidade é que aconteça em Assen, na Holanda.