Honda apresenta modelos 2019 para motocross e enduro

 

Durante uma recente cerimônia na sede da Fox Racing, a Honda anunciou sua linha 2019 de motos off-road de alto desempenho, melhorando significativamente seus quatro modelos.

No motocross, os modelos 2019 da CRF450R e CRF250R chegam com atualizações importantes.

Além disso, a Honda está oferecendo uma réplica de fábrica do piloto Ken Roczen, chamada CRF450RWE (Works Edition).

No enduro, os modelos CRF450X e CRF250X também chegam totalmente renovados para as trilhas.

 

CRF450RWE

Você não precisa ser o Ken Roczen para aproveitar uma CRF 450R com aprimoramentos de fábrica, pois a nova CRF450RWE apresenta uma série de atualizações baseadas nas motos da equipe HRC.

Subindo rapidamente ao degrau mais alto do pódio através do uso de uma cabeça de cilindro especialmente projetada com portas polidas à mão e silenciador deslizante de titânio Yoshimura, este novo modelo oferece maior torque em baixa e média rotação.

O modelo também apresenta o mesmo grafismo da moto de Roczen, incluindo a capa de banco de fábrica Throttle Jockey.

As coroas D.I.D estão incluídas, juntamente com braçadeiras triplas pretas e corrente RK dourada.

Os garfos da suspensão são revestidos com nitreto de titânio e um eixo de choque revestido com nitreto de titânio atualizado aumenta a tração e a absorção de impacto.

 

 

 

 

CRF450R

Campeã de vendas nos Estados Unidos em 2018, a CRF450R recebeu uma série de atualizações importantes no modelo 2019.

O melhor desempenho do motor é obtido através de uma nova forma de câmara de combustão.

Melhorias também foram feitas nas características de sobre-rotação, através de um sistema de gerenciamento de óleo refinado.

O chassi e o braço oscilante foram revisados para otimizar a rigidez e a redução do peso, enquanto que o sistema de freios foi atualizado com uma pinça de freio dianteiro leve, com design de pistão grande.

Como resultado das medidas de economia de peso, a CRF450R é 0,79kg mais leve que sua antecessora.

Para maior desempenho e conforto, o modelo 2019 apresenta guidão Renthal Fatbar, com posição ajustável. As bordas pretas e os protetores de garfo redesenhados também são novos.

É assim que você vai converter holeshots em vitórias.

 

 

 

 

 

 

CRF450X

Tendo participado fortemente em equipes montadas pela Honda, ganhando 20 dos últimos 21 Baja 1000, a CRF450X recebeu uma revisão completa em seu modelo 2019, com base na moderna plataforma CRF, mas mantendo suas características off-road apropriadas.

Uma verdadeira máquina para todos os tipos de trilhas, este modelo possui farol e lanterna traseira, além de uma roda traseira aro 18 e tanque de combustível leve, de 7,5 litros.

Para máxima versatilidade em terrenos desafiadores, a CRF450X também possui um garfo Showa de 49mm e transmissão de seis velocidades.

 

 

 

 

 

CRF250R

Ao longo dos anos, desde que a CRF250R foi introduzida no mercado, as equipes GEICO Honda e TiLube Honda conquistaram diversas vitórias no AMA Supercross e Arenacross, ao mesmo tempo em que alcançaram sucesso em campeonatos nacionais amadores.

O modelo 2019 foi revisado com o aumento do desempenho do motor em baixa e média rotação, para melhor saída nas curvas.

O escape direito está 50mm mais curto e os pilotos podem escolher entre três modos ideais de desempenho do motor dependendo das condições, enquanto que o controle de lançamento HRC foi adotado para melhorar o desempenho no início das corridas.

O guidão Renthal Fatbar possui pinça superior ajustável em quatro posições, enquanto que o sistema de freios foi atualizado com um calibrador mais leve, inspirado na CRF450R, com pistão maior, para melhor desempenho de frenagem.

 

 

 

 

 

CRF150R / CRF150RB

A menor máquina de motocross da Honda retorna em 2019 com um motor Unicam 4 tempos que oferece uma ampla variedade de potência e torque utilizáveis em toda a faixa de rotação.

As suspensões são Showa, com garfo invertido de 37mm e sistema de ligação traseira Pro-Link.

Além da versão padrão (CRF150R), a Honda oferece também o modelo CRF150RB, que possui rodas maiores, banco mais alto, braço oscilante mais longo e suspensão traseira mais trabalhada.