Search

Free4ever / Gian Bergamini: porque se sujar faz bem!

NOTA DA REDAÇÃO: Gian Bergamini é um dos expoentes do motocross freestyle no Brasil. Nascido nos Estados Unidos, filho de brasileiros, Gian vive em São Paulo e faz shows de FMX ao lado de seu irmão Paô Bergamini mundo afora. É viciado por motocross e FMX e todo lifestyle deste nosso mundo. Comentarista do AMA Motocross e dos X Games na ESPN, Gian tem este espaço no BRMX para dar suas opiniões, abrir nossos horizontes para o FMX, contar histórias, mostrar novidades.

** Entre em contato com Gian pelo e-mail – contato.bergaminifmx@gmail.com

gianbergamini_topo_brmx

 

LAMA

arenacross2016_ilhabela_mauhaas-67

Marcellinho Leodorico curtindo a lama no Arena Cross – Fotógrafo: Mau Haas / BRMX

 

Hoje vou falar de algo que nós amantes do off-road temos em nosso DNA, e parece que não conseguimos viver sem: uma dose de “Terra”. Ahh, como me lembro pequeno brincando na terra, fazendo pistinhas e sempre me sujando na terra.

E um fenômeno que acontece e é divertido – mas nem todos gostam – é quando a nossa tão adorada terra se mistura com a água da chuva e “bang” 🙂 LAMA!!

Como disse, uns gostam mais que outros. Mas, quem gosta se diverte e curte ao extremo estar coberto de lama até os dentes. Também me lembro que, quando pequeno, esperava a chuva passar para sair de bike e achar as maiores poças de água e lama para passar e sujar tudo! Até compensava o castigo na volta pra casa, quando minha mãe me via naquele estado… de novo hehe.

Em questão de corridas e campeonatos de qualquer modalidade na terra, a lama é um fator inevitável. É quase certo que durante uma temporada vai ter uma corrida de lama. E na minha época não se cancelava corrida tão facilmente por causa da chuva. Sempre é bom estar preparado para tal condição. Nós adorávamos treinar na lama e por isso eu sempre tinha um sorriso no rosto quando ela se apresentava nas corridas. Não quer dizer que eu andava ANIMALMENTE na lama, até porque ser baixinho dificulta muito, mas eu tinha algo fundamental que me ajudou a ter resultados bons na lama. Isso se chama paixão. A alma do negócio. Para andar bem na lama, você tem que desfrutar daquilo e andar com raça e alma, porque se você sofrer e se entregar para lama meu amigo, aí você caiu em um abismo. Quanto mais você cai, pior fica a situação de suas manoplas, luvas e o peso que toda essa água e umidade acrescentam ao seu equipamento. É realmente um cenário de sobrevivência. Prevalece quem aguenta mais e consegue enxergar a diversão através de olhos cheios de lama.

 

lama_mauhaas_brmx-1

Pai do pilotinho Garcimhael comemorando na lama em Ilhabela – Fotógrafo: Mau Haas / BRMX

 

Na parte técnica, existem vários macetes e manhas para andar na lama. O principal é o seu controle de despejo de potência. Você tem que saber andar como se anda em cascas de ovos 🙂 e a escolha de traçado é crucial em uma corrida de lama. A pista muda muito a cada volta e a última coisa que você quer é ficar preso numa vala, como a expressão em inglês “stuck in a rut” .

Falando em americanos, lá eles são conhecidos por nunca cancelarem uma corrida por causa de chuva, o que proporciona incríveis e memoráveis batalhas e imprevistos. Muitos pilotos provaram suas habilidades em corridas de lama. Me lembro bem daquele supercross de 1995 que Doug Henry venceu  – como sempre fazia na lama – e ainda mandava o triplo toda volta onde vários pilotos não estavam saltando nem o duplo naquelas condições.  O brasileiro Jorge Balbi também obteve seus melhores resultados no AMA em corridas de lama.

Em plena temporada de AMA Motocross é bom lembrar que, com certeza, vem alguma etapa na lama por aí e vamos estar grudados na tela vendo quem vai prevalecer! Lembrando que Barcia dominou na lama ano passado e Joey Savatgy fez seu primeiro pódio da carreira na lama, e sempre manda bem nessas condições.

Acompanhe tudo aqui no BRMX com notícias e vídeos. De tempo em tempo volto aqui pra mandar umas ideias e falar sobre qualquer coisa relacionada a duas rodas na terra!

 

Sound check

E agora vai aquele sound check de sempre com a banda Down By Law e a música “Sympathy for the world”. O clássico west coast punk melódico dos anos 1990 presente em vários filmes de moto, skate e surf da época. Vale muito a pena!

 

Valeu galera! Grande abraço! Obrigado a Mau Haas e todos da BRMX pelo espaço e até a próxima!

 

arenacross2016_ilhabela_mauhaas-64

Motolama – Fotógrafo: Mau Haas / BRMX

 

 

Lembrete / convite

 

É com imenso prazer que convidamos vocês, companheiros, a participar da MOTO JUNINA 2016! Será no dia 18 de junho.

A festa – organizada pela Bergamini FMX com auxílio dos parceiros e Família FreeRide – chega a sua 6ª edição reunindo pilotos, familiares e amigos em um sábado inteiro dedicado às manobras radicais, quitutes juninos, fogueira e muita diversão!