Bruno Crivilin faz história ao vencer o primeiro dia do Red Bull Romaniacs

Bruno Crivilin – Foto: Marcelo Maragni / Red Bull

 

O piloto Bruno Crivilin escreve seu nome na história ao vencer, depois de mais de cinco horas de prova, o primeiro dia do Red Bull Romaniacs, uma das mais difíceis provas de Hard Enduro Rally do planeta.

Depois de um prólogo nas ruas de Sibiu nesta terça-feira, 25, pra definir a ordem de largada, o Red Bull Romaniacs começou pra valer nesta quarta. E não poderia ter começado melhor para o Brasil. Bruno Crivilin conseguiu o primeiro lugar na Categoria Silver.

Bruno Crivilin no Romaniacs
Chegada da categoria Silver – Divulgação

 

Crivilin largou da 15ª posição e teve que superar, um a um, os adversários à sua frente. Ele foi o primeiro a cruzar a linha de chegada, depois de mais de cinco horas de prova, na categoria Silver.

– Estou muito feliz com o resultado de hoje, consegui vencer o dia e tirar a vantagem que meus concorrentes tinham aberto no prólogo. Larguei mais de trás, mas procurei andar forte desde o início, mas em um ritmo seguro. Ainda estamos no primeiro dia, temos que pensar na prova como um todo, cuidar do corpo e do equipamento, serão dias extenuantes pela frente – disse Crivilin.

Como se não bastassem as dificuldades impostas pelos organizadores e pelas trilhas nas montanhas romenas, a chuva resolveu aparecer e complicar ainda mais a vida dos pilotos em parte da prova. E apesar de visuais espetaculares e paisagens fascinantes, os pilotos não puderam curtir muito, tendo que enfrentar as piores pirambeiras possíveis.

– Choveu durante uma parte da prova e ficou muito liso. Em outras partes, ainda pegamos alguns trechos com poeira. As subidas e descidas por aqui são muito longas, a gente fica muito tempo subindo ou muito tempo descendo, e são descidas que realmente desafiam a gente. Teve lugares em que tive que descer ao lado da moto, pra não correr riscos – continuou o piloto.

O Red Bull Romaniacs ainda tem mais três dias pela frente – são cinco dias no total, contando com o prólogo. E os organizadores prometem não dar moleza, colocando os pilotos para desafiarem seus limites físicos e mentais, já que é uma prova extremamente desgastante.

– Ainda temos mais três dias de prova muito difíceis pela frente. Todos os dias são bem duros, bem cansativos. Estou tentando pensar em um dia a cada vez e um obstáculo por vez. Procuro descansar bastante e amanhã vamos partir pra cima de novo. Quero aproveitar para agradecer a todos que estão torcendo por mim – completou Crivilin

Ainda, competindo na categoria Bronze, Carlos Augusto Constantino também teve que superar as muitas dificuldades do trajeto. Finalizou o dia na 154ª posição, dentre os mais de 230 pilotos de sua categoria. Hoje teve que percorrer os vários desafios do percurso em mais de seis horas de prova. Chefe da Equipe Orange BH KTM Racing, é a segunda vez que participa da prova e seu objetivo é conseguir completar os cinco dias de competição.

Carlos Augusto Constantino durante o primeiro dia do Romaniacs – Divulgação

 

Outros quatro brasileiro disputam a prova: Maurício Fernandes, Rafael Milan, Sérgio Araújo e Thadeu Silva. Em breve, mais informações sobre todos eles.