BRMX Stats: Tomac tem mais potência, mas Anderson tem melhor conjunto

 

Após sete etapas do AMA Supercross 2018, Eli Tomac e Jason Anderson estão empatados em número de vitórias com 3 conquistas para cada um – a outra etapa, a de abertura, quem venceu foi Marvin Musquin.

Apesar da igualdade em vitórias, a diferença entre Anderson e Tomac na classificação do campeonato é de 70 pontos. Anderson terminou todos os sete Main Events, enquanto Tomac NÃO terminou as rodadas de Anaheim, Houston e San Diego, perdendo pontos preciosos.

Mas os números mostram que as vitórias de Tomac são muito mais CONVINCENTES do que as vitórias de Anderson.

Quando Tomac venceu em Glendale e Arlington, fez isso liderando do início ao fim. Largou na frente e abriu vantagem. A outra etapa que ganhou, em Anaheim 2, eram três Main Events, e ele ganhou um deles de ponta a ponta, ficando em 5º e 2º nas demais.

Jason Anderson venceu em Houston liderando 9 voltas após largar na quarta colocação. Ganhou em Oakland liderando apenas a volta final – Seely e Roczen lideraram as demais. E faturou San Diego com 12 voltas na liderança.

 

55

Voltas na liderança tem Eli Tomac

 

22

Voltas na liderança tem Jason Anderson

 

23

Voltas na liderança para Cole Seely (vice-líder do campeonato)

 

4

Holeshots para Eli Tomac contra zero de Jason Anderson

 

Tomac perde feio em um quesito, e este item o deixa praticamente fora da disputa pelo título: média de resultados. Enquanto Anderson tem 2,3 de resultado médio, Tomac tem 10.

Cole Selly, sem ter vencido uma etapa (venceu apenas uma bateria da Tríplice Coroa em A2), tem mais chances que Tomac de brigar pelo título, mas a vantagem de Anderson sobre o piloto da HRC também é grande – 36 pontos.

Marvin Musquin, que ganhou a etapa de abertura, tem 40 pontos a menos que Jason Anderson, mas uma média melhor de resultado nos Main Events, na casa de 4,5.

Este dado de Musquin, que é o 4º colocado na classificação do campeonato, coloca ele na frente de Seely e Blake Baggett (2º e 3º na tabela) na briga pelo troféu.

Isso porque a tendência é que Musquin recupere mais pontos em relação a Anderson do que Seely (média de 5,6) e Baggett (média de 6,3) conseguirão com seus prováveis resultados.

 

14

Voltas na liderança para Marvin Musquin

 

25

Voltas na liderança para Ken Roczen (lesionado)

 

4

Voltas na liderança para Justin Barcia (lesionado)

 

Holeshots

2 para Cole Seely

1 para Justin Barcia

1 para Justin Brayton

1 para Vince Friese

 

A mão na taça

Tá difícil tirar este título de JA

 

Restam dez etapas para o fim do campeonato. São 260 pontos possíveis no máximo. Se Anderson ficar todas as etapas daqui para frente com a segunda colocação, ele chega a 390 pontos, e provavelmente será o campeão.

Se Musquin ganhar todas as dez etapas restantes, chega a 379 pontos

Se Seely ganhar todas as dez etapas restantes, chega a 384 pontos

Se Baggett ganhar todas as dez etapas restantes, chega a 380 pontos