Bananalama volta a acontecer neste ano, em Santa Catarina

bananalama
Trilheiros de todo Brasil se encontram em Santa Catarina – Foto: Mauricio Arruda/Divulgação Bananalama

 

O Bananalama 2017 já tem data marcada. Após uma pausa de três anos, o evento, que é reconhecido pelo Guinness World Records como o maior encontro de trilheiros do mundo, volta a ser realizado na cidade de Corupá, localizada no Norte de Santa Catarina. Anote a data: 6 a 9 de julho.

Segundo o presidente do Clube de Trilheiros Bananalama, Fábio Espíndola Izidoro, a expectativa é de realizar um evento ainda melhor do que no ano de 2013.

– A décima edição reuniu mais de três mil motos e um público de 60 mil pessoas no Seminário Sagrado Coração de Jesus, queremos bater nosso próprio recorde – afirma.

Além da tradicional trilha, que já está sendo preparada pelos organizadores, o Bananalama oferece uma programação repleta de atrações. Shows musicais nacionais e regionais, apresentações radicais de wheeling, drifting, motocross estilo livre, entre outras modalidades, estão sendo negociados.

– Recebemos pessoas de todo o Brasil e também de países da América Latina. Após o recesso, formou-se uma grande expectativa. Por isso, nosso objetivo é oferecer ao público o melhor encontro de trilheiros da história. Preparem-se, reúnam seus grupos e venham festar com a gente – exalta Fábio.

As inscrições deverão ser abertas na próxima semana. Fique de olho em todas as novidades na página do Bananalama no Facebook: www.facebook.com/bananalama.

 

Sobre o Bananalama

Evento movimenta a cidade – Foto: Gustavo Silva/Divulgação Bananalama

 

O Bananalama é considerado o maior encontro de trilheiros do mundo, fato oficializado pelo Guinness World Records em 2013, com 3.312 participantes.

O evento surgiu em 2004, na cidade de Corupá, Santa Catarina, organizado pelo Clube de Trilheiros Bananalama, um ano após a sua fundação.

Desde o início, o objetivo foi reunir os amantes da modalidade numa grande festa, proporcionando momentos únicos de descontração em meio a natureza.

Em dez edições, o Bananalama registrou mais de 18 mil participantes, número maior que a população da pequena cidade, que é de cerca de 15 mil pessoas.