ABPMX entrega proposta de parceria à CBM

Firmo Alves e Marlon Olsen

 

ABPMX – Associação Brasileira de Pilotos de Motociclismo Esportivo – entregou proposta à CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo – de um modelo de parceria para as entidades trabalharem juntas pelo esporte.

O documento foi entregue por Marlon Olsen, da ABPMX, a Firmo Alves, presidente da CBM, durante a segunda etapa do Brasileiro de Motocross, em São José, Santa Catarina.

Essa proposta, de acordo com a nota divulgada pela ABPMX, vem após uma reivindicação dos pilotos das categorias MX1 e MX2 para que fosse reintegrada ao regulamento do campeonato a premiação em dinheiro aos pilotos, que não ocorreu na abertura do campeonato em Siqueira Campos, Paraná.

Em resposta à reivindicação dos pilotos, a CBM reinseriu a premiação em dinheiro para a categoria MX1 na etapa de São José, prometendo tentar fazer o mesmo para as outras categorias, o que irá depender de negociações com os patrocinadores do campeonato.

Também em resposta a reivindicação dos pilotos, a CBM reiterou o desejo em uma parceria com os atletas para definição dos assuntos pertinentes à categoria, que na opinião da CBM deverá contar com a participação de pelo menos um piloto da categoria MX1, o que a ABPMX também concorda, pois na opinião da entidade, são os pilotos que correm os maiores riscos e fazem os maiores investimentos no esporte.

Entre os cinco pontos solicitados pelos pilotos na proposta de parceria estão direito de voto aos pilotos na eleição dos presidentes das federações, direito de voto a ABPMX nas assembleias da CBM com os mesmos direitos de uma federação, e a participação dos pilotos na confecção dos regulamentos, checklist de provas, calendário e projetos de patrocínio dos campeonatos.

– Estamos confiantes que a CBM aceitará o modelo de parceria sugerida pelos pilotos, pois o esporte só será valorizado em nosso país quando os atletas tiverem uma participação efetiva nas decisões do mesmo. Tentamos firmar essa parceria desde a fundação da ABPMX em 2004, mas sempre tivemos dificuldades para implementá-la. Acreditamos que hoje os dirigentes de ambas as entidades estão muito mais amadurecidos para que essa parceria efetivamente aconteça. Uma divisão no esporte seria ruim para todos – diz Marlon Olsen, um dos diretores da ABPMX.

O presidente da CBM, Firmo Alves, recebeu o documento, e disse que irá analisar todos os pontos sugeridos, para em breve dar uma posição aos pilotos.